(11) 96358-9727

 

1958 1990 1997 1998 1999 2000 2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 2014 2015 2016 2017 2018

 

ESTUDANDO O PAGODE: UMA PÉROLA OPERÍSTICA DE TOM ZÉ
Everi Rudnei Carrara
telescopionegro@hotmail.co
Publicação Original em: 1/1/2004
Tom Zé, O Pai da Invenção Pós-Tropicalista, lançou o belíssimo cd ESTUDANDO O PAGODE/NA OPERETA SEGREGAMULHER E AMOR. Tom Zé colocou mais dinamite nos pés da cultura pop do século 21, editando uma obra para ouvir,ver e refletir com todos os sentidos e defeitos de fabricação que as cabeças pensantes/falantes possam dis por. No encarte do disco, há uma riqueza de detalhes explicações essenciais sobre esse trabalho docemente brasileiro e universal,do mestre de Irará, que continua mais essencial do que nunca,e contando com as participações exuberantes de JAIR OLIVEIRA,ZÉLIA DUNCAN, LUCIANA MELLO, SUZANA SALLES, e EDSON CORDEIRO,entre outros. Em cena, o humor corrosivo e a inteligência monumental de Tom Zé, que pretende construir um canto popular com mais de um centro de referência tonal. Tom Zé recorre á sua infância (esse reino ao qual Rainer-Maria Rilke se referia como o único verdadeiro país para os poetas),ensejando criar da insipiência das folhas de fícus,brincadeiras,histórias em quadrinhos e jogos de armar,as soluções propícias de uma harmonia musical induzida. Eu não creio que a música de Tom Zé seja menos comercialmente viável que não possa ser exibida em emissoras brasileiras de rádio e tv. Eu mesmo já promovi em minha cidade a divulgação de várias delas, e recentemente fui ao ar registrando "A volta do trem das Onze", e "Beatles a Granel",na rádio cultura Am, graças á generosidade e sensilidade apurada do radialista Oscar Quessa. Ora, ser pop não significa necessariamente ser ruim, desqualificado.A prova disso está aí, em ESTUDANDO O PAGODE,um disco-pop lindo para sentí-lo passar adiante do que possamos pensar nesses dias de globarbarização. Um verdadeiro arrastão cultural feminino,doce, singelo e riquíssimo de idéias,em sintonia com uma espécie de consciência histórica sobre a crueldade praticada contra a mulher. Talvez seja também, uma busca pela veia integral-wagneriana-operística, ou algo de Faulkner,no que diz respeito á intemporalidade subversiva e absoluta,como se a cena cantada pelo artista fosse filmada em nossa mente em diversos takes simultâneos. Isso também é música,é invenção poética como a arquitetura de Niemeyer,é jornalismo cantado. Infelizmente a mídia insiste em bana lizar o canto popular. Mas não basta reclamar da mídia ou do que quer que seja,é preciso ouvir agora e sempre TOM ZÉ, "como uma mulher" martirizada pela burrice patriarcal ocidental cristã. O brasileiro sempre foi uma mulher martirizada pelas forças opressoras dominantes. "Um carnaval que é preciso destruir" nos advertia Glauber Rocha. Pois não poderemos permanecer imobilizados diante diante de tanta injustiça social.Precisamos resistir,revolucionar com a alegria da arte,do sonho, das armas da insubmissão,respirar,pulsar e ouvir em vida e arte contra os dragões da maldade, os acordes de pérolas desse disco como: AVE DOR MARIA, ESTÚPIDO RAPAZ, PAGODE-ENREDO DO TEMPO DO MEDO, O AMOR É UM ROCK, CANÇÃO DE NORA, DUAS OPINIÕES, TEATRO DOM QUIXOTE, A VOLTA DO TREM DAS ONZE, e BEATLES A GRANEL. Já seria um bom começo, não é, meus amigos?



(11) 96358-9727

A Barata - O Site

A Barata Ao Vivo

Amigos & Livros

A Arca do Barata

Arquivos Abertos

Artesanato

As Faces d'O Corvo
Augusto dos Anjos

Ataraxia

Barata Cichetto, Quem É?

Barata Rocker

Biografi'As Baratas

Camisetas

Cinematec'A Barata

Coletâneas de Rock

Colunas Antigas
Conte Comigo, Conte Pra Mim
Contos d'A Barata
Convergências
Crom

Crônic'As Baratas

Depoimentos

Des-Aforismos Poéticos Baratianos

Discoteca d'A Barata

Download Free

Ensaios Musicais

Entrevist'As Baratas

Eventos

Facebookianas
Fal'A Barata!
Fotos
Gatos & Alfaces
Kakerlak Doppelgänger
Livrari'A Barata
Livros
Madame X
Memória A Barata
Micrônic'As Baratas

Na Mídia

O Anjo Venusanal
Pinturas
Pi Ao Quadrado

Poesi'a Barata

Ponto de Fuga
Pornomatopéias
PQP - Puta Que Pariu
Projeto Sangue de Barata
Psychotic Eyes
Renato Pop
Resenhas

Retratos e Caricaturas

Revist'A Barata Digital

Revist'A Barata

Seren Goch: 2332

Sub-Versões

Tublues

Versus

Videos

Vitória

Webradio

Todos os textos, exceto quando indicados, são de autoria de Luiz Carlos Giraçol Cichetto, nome literário Barata Cichetto, e foram registrados na Fundação Biblioteca Nacional. Não é permitida a publicação em nenhum meio de comunicação sem a prévia autorização do autor, bem como o uso das marcas "A Barata" e "Liberdade de Expressão e Expressão de Liberdade". Lei de Direitos Autorais: 9610/98.

 On Line

Política de PrivacidadeFree counter users online