(16) 99248-0091

Apóie a continuidade deste trabalho, totalmente independente desde 1997. Saiba como participar clicando na imagem ao lado.

1958 1990 1997 1998 1999 2000 2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 2014 2015 2016 2017 2018

 Arca do Barata Cinematec'A Barata Contos Crônicas  Entrevistas  Facebookianas  Fal'A Barata! Livrari'A Barata  Micrônic'As Baratas Prefácios & Editoriais


A VOLTA DOS VAMPIROS
Barata Cichetto
"Baseado em que você pune quem não é você" (?)  Raul Seixas
Estamos assistindo ao recrudescimento da censura no Brasil! (Censura no brasil?). Debaixo da desculpa de tolher a programação apelativa exibida por algumas emissoras de televisão em busca de aumentar sua audiência/faturamento, passaram a impor uma tal de "censura classificatória", baseada em horários para a exibição. Recentemente um portal de Internet foi obrigado a retirar, por ordem da Justiça (?) um texto sob a forma de editorial que exprimia posição contrária a um candidato a prefeito em São Paulo - candidato esse com histórico extremamente ligado a repressão no governo Militar. Xxxxxx XXXX xxxxxxxx XXXXXXXXXXXX xxxx XXXX A FRASE NESTE PONTO FOI CENSURADA XXXXXXXX CLIQUE AQUI! XXXXX xxxx XXXXX.

A censura afiou suas garras e começa a dilacerar a cultura brasileira, novamente, cuspindo fogo igual a um dragão. Não podemos permitir qualquer espécie de censura. A Constituição brasileira deixa claro: "é livre a expressão da atividade intelectual, artística, científica e de comunicação, independentemente de censura ou licença.". O que não dá para compreender é porque os órgãos censurados não utilizam isso para se libertar da censura. Isso faz com que alguns outros questionamentos, como a forma que essas empresas de comunicação adquirem um canal de televisão - que é uma "concessão pública". Em outras palavras, não vão brigar contra seus "beneméritos".

As diversas formas de censura têm atrasado a evolução cultural do ser humano, desde o incêndio criminoso da Biblioteca de Alexandria, passando pelos Jesuítas impondo à força sua religião aos índios; governos, igrejas e demais instituições muito contribuíram para o estado de barbárie cultural em que nos encontramos.

Passamos de um período nojento de ditadura Militar para um também nojento período de ditadura neo-liberal, onde cada um a seu modo esfola os pobres, aniquila a classe média e poupa os ricos; onde uma dupla de Fernandos entregou o brasil (Brasil?) a interesses econômicos internacionais à guisa da tal globalização (globalização é impor ao mundo o padrão da Rede Globo?). E é esse governo de um pseudo-intelectual, que manda que esqueçam o que ele escreveu, que permite o retorno da censura (Censura?) ao país.

A figura burra do censor inculto, com sua tesoura burra paira sobre nossas cabeças. Agora sob a forma de "classificar" programas de televisão, amanhã quem sabe sob que outras formas! O que irão fazer quando as "ordens" de censurar ("classificar"?) não forem cumpridas? Vão tirar os cadeados da porta dos DOI-CODIs? Reativar o DOPS? O Cemitério de Perus? É, existe ainda um tal xerife por ai para dar conta desse recado!

Os mortos e os torturados do regime militar ainda nem esfriaram na sepultura ou fecharam suas cicatrizes e tal uma fênix forjada no fogo do Inferno, um dragão com mil cabeças, ela retorna mais faminta do que nunca. E o alimento do Dragão da Censura são cérebros, letras, pensamentos, papéis, palavras. É um monstro atraído pelo cheiro da Cultura tal um vampiro pelo cheiro de sangue. O cheiro da Cultura enoja a censura, e então ele tem que liquidar qualquer forma. A censura é prisioneira de sua burrice e hipocrisia, então não pode permitir qualquer tipo de liberdade de expressão.

Não bastasse uma educação castradora, incompetente e vagabunda que esse sistema educacional nos impõe, propositalmente montado para emburrecer (emburrecer=não permitir/incentivar que se pense) e que já é por si próprio um eficaz sistema de censura (com certeza o maior deles!), temos que ter a serviço do emburrecimento da espécie humana, especialmente da espécie humana que habita um país chamado brasil (Brasil, quando?), uma corja de senhores e senhoras que se preocupa em impor "os bons valores da sociedade" a todos, se arvorando em defensores da moral alheia, mas que no final defendem seus próprios interesses e frustrações morais e intelectuais.

Uma sociedade tem que ser construída em cima do debate de idéias, não em cima da imposição de nenhuma delas.
TORTURA NUNCA MAIS!
CENSURA NUNCA MAIS!


17/11/2000
Registro no E.D.A. da F.B.N. : 513.628 - Livro 973 - Livro 474
"O Amor é a Compensação da Morte"
“Blowin In The Wind” ou: O Destino do Planeta Por Um Fio
11 de Setembro – Parte 1
11 de Setembro – Parte 2
111
154 Vidas de Terceiro Mundistas São o Preço de 5 Vidas Imperialistas
1984 é Hoje
1990 - Projeto Salvaterra
1º. Manifesto d'As Baratas
2107 - Uma Reflexão Sobre Representação da Realidade
A Aldeia de Adoniran
A Chave da Liberdade
A Classe dos Idiotas
A Droga do Amor
A Esperança é Uma Cadela Manca
A Fábula do Pequeno Pinto Amarelo, da Grande Cadela Branca e da Pequena Gata Cor-de-Rosa (Ou: Uma História de Merda)
A Grande Teia
A Injeção de Bíblia do Puxa-Saco
A Liberdade Tem Gosto de Cynar
A Língua do P
A Nojenta Arte de Enganar Qualquer Um
A Pequena História de Um Príncipe Desencantado e da Pequena Princesa
A Queda da Bastilha
A Síndrome da Assepsia
A Superioridade dos Artistas
A Verdade Não Exótica Sobre CDs de Vinil
A Volta dos Vampiros
Abaixa o Som, Porra!
Abortando a Folha de São Paulo
Acabou a Festa do Latino
Acorde!!!!
Acordo de Cavalheiros
Ainda a Vontade de Morrer
Alô! Terezinha!!!!!!!! Vai Para o Inferno Ou Não Vai?????
Alucinação
Amor? Nem de Mãe!
Ande na Linha!
Aos Pedaços...
Apenas Baratas
As Mulheres Que Eu Comi
Autobiografia Não Autorizada de Luiz Carlos Cichetto
Auto-Entrevista
Barata no Radar Cultura, com a Banda Pedra
Barata Tonta é a Mãe!
BBB - Big Brother Barata - 1ª Parte
BBB - Big Brother Barata - 2ª Parte
BBB - Big Brother Barata - 3ª Parte
Born In 1958
Brasileirinho
Cabeça de Barata
Mais Crônicas >

(16) 99248-0091

A Barata - O Site

A Barata Ao Vivo

Amigos & Livros

A Arca do Barata

Arquivos Abertos

Artesanato

As Faces d'O Corvo
Augusto dos Anjos

Ataraxia

Barata Cichetto, Quem É?

Barata Rocker

Biografi'As Baratas

Camisetas

Cinematec'A Barata

Coletâneas de Rock

Colunas Antigas
Conte Comigo, Conte Pra Mim
Contos d'A Barata
Convergências
Crom

Crônic'As Baratas

De Poeta a Poeta

Depoimentos

Des-Aforismos Poéticos Baratianos

Discoteca d'A Barata

Download Free

Ensaios Musicais

Entrevist'As Baratas

Eventos

Facebookianas
Fal'A Barata!
Fotos
Gatos & Alfaces
Kakerlak Doppelgänger
Livrari'A Barata
Livros
Madame X
Memória A Barata
Micrônic'As Baratas

Na Mídia

O Anjo Venusanal
Pinturas
Pi Ao Quadrado

Poesi'a Barata

Ponto de Fuga
Pornomatopéias
PQP - Puta Que Pariu
Prefácios & Editoriais
Projeto Sangue de Barata
Psychotic Eyes
Renato Pop
Resenhas

Retratos e Caricaturas

Revist'A Barata Digital

Revist'A Barata

Seren Goch: 2332

Sub-Versões

Tublues

Versus

Videos

Vitória

Webradio

Todos os textos, exceto quando indicados, são de autoria de Luiz Carlos Giraçol Cichetto, nome literário Barata Cichetto, e foram registrados na Fundação Biblioteca Nacional. Não é permitida a publicação em nenhum meio de comunicação sem a prévia autorização do autor, bem como o uso das marcas "A Barata" e "Liberdade de Expressão e Expressão de Liberdade". Lei de Direitos Autorais: 9610/98.
 On Line

Política de PrivacidadeFree counter users online