(11) 96358-9727

 

1958 1990 1997 1998 1999 2000 2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 2014 2015 2016 2017 2018

 

 Arca do Barata Cinematec'A Barata Contos Crônicas  Entrevistas  Facebookianas  Fal'A Barata! Livrari'A Barata  Micrônic'As Baratas


A GRANDE TEIA
Barata Cichetto
Quando se fala em teia atualmente, o que nos vem a mente é só uma coisa: "Internet". Pensamos em quanto ela mudou nossas vidas para melhor, o quanto de diversão, cultura e entretenimento ela nos proporcionou, o quanto de prazer ela nos dá por míseros trocados que pagamos pelo provedor e ou conta de telefone.

Tudo muito bom, realmente muito interessante porque é através dela que hoje você está lendo este texto. Mas não podemos deixar de fazer um raciocínio: técnica e logicamente traduzindo o termo é em função das ligações entre computadores, formando "uma grande teia ao redor do mundo". Mas algum de vocês que agora me lêem de dentro desta teia, já parou para pensar porque é realmente uma teia?

Uma aranha com uma espécie de gosma tece uma teia, espécie de rede de pesca, e fica a espreita aguardando que algum pequeno inseto distraído e incauto fique aprisionado e...está servido o jantar.

Metáforas poéticas a parte, somos sempre os pequenos insetos presos a teias pelas diversas redes pelo mundo e vida a fora. Senão vejamos:
- A teia-família, que nos prende em seus "nãos";
- A teia-igreja que nos prende em seus dogmas;
- A teia-escola que nos prende em seus conceitos;
- A teia-sistema que nos prende em suas leis;
- A teia-trabalho que nos prende em suas regras;
- A teia-sexo que nos prende em seus prazeres;
- A teia-amor que nos prende em seus sonhos; e muitas outras teias-algo, que nos atrai a morte...

Nessas teias, entretanto, temos consciência de quem são as aranhas que nos engolem: pais, padres, professores, governo, chefes, garotas de programa; namoradas etc. e na maioria das vezes não nos importamos e nos entregamos a ser devorados com prazer, porque é destino, inevitável etc..

Mas da Grande Teia, temos consciência de quem é a aranha que irá nos devorar? É inevitável, destino etc.? Talvez a Grande Aranha seja uma das mesmas que já conhecemos, talvez não. Quem sabe uma gigantesca aranha de 666 patas peludas que irá devorar todas as outras aranhas que nos devoram.

Usando um exercício de numerologia: World Wide Web, ou WWW: o "W" é a 23ª letra do alfabeto, 2x3=6 e como são 3 "W", portanto 666". Seria portanto a nossa adorada teia o fim do mundo, o cavalo que trará em suas costas o verdadeiro Cavaleiro do Apocalipse? A Grande Aranha do Apocalipse de 666 Patas, trafegando em um cavalo-link de 256 MBps?

Que formas terriveis de morte ela poderá nos impingir, a todos aqueles que estão grudados (conectados) à sua teia?
- Transformar todos os internautas em zumbis que não dormem e passam as noites em "Chats" propagando sua gosma letal?
- Simplesmente matar a espécie humana de desnutrição pois não conseguirão sair da frente do computador, nem para comer?
- Sugar as pessoas para dentro do computador onde serão transformadas em seres binários sobre o comando de uma CPU, Central Processing Universal?
- Espalhar por e-mail mensagens que causarão pânico e destruição levando pessoas a matar e se matar?
- Proporcionar a criação de vírus tão poderosos que contaminarão todas as pessoas que chegarem próximo a um computador?
- Misturar raios devoradores de mente aos raios catódicos dos monitores acabando com toda inteligência no planeta?
- Outras e incalculáveis formas de destruição da espécie humana de uma forma que elas pensem que sua própria morte é apenas um jogo em realidade virtual sendo transmitido on line via internet?
30/7/2000
Registro no E.D.A. da F.B.N. : 513.628 - Livro 973 - Livro 474

"O Amor é a Compensação da Morte"
“Blowin In The Wind” ou: O Destino do Planeta Por Um Fio
11 de Setembro – Parte 1
11 de Setembro – Parte 2
111
154 Vidas de Terceiro Mundistas São o Preço de 5 Vidas Imperialistas
1984 é Hoje
1990 - Projeto Salvaterra
1º. Manifesto d'As Baratas
2107 - Uma Reflexão Sobre Representação da Realidade
A Aldeia de Adoniran
A Chave da Liberdade
A Classe dos Idiotas
A Droga do Amor
A Esperança é Uma Cadela Manca
A Fábula do Pequeno Pinto Amarelo, da Grande Cadela Branca e da Pequena Gata Cor-de-Rosa (Ou: Uma História de Merda)
A Grande Teia
A Injeção de Bíblia do Puxa-Saco
A Liberdade Tem Gosto de Cynar
A Língua do P
A Nojenta Arte de Enganar Qualquer Um
A Pequena História de Um Príncipe Desencantado e da Pequena Princesa
A Queda da Bastilha
A Síndrome da Assepsia
A Superioridade dos Artistas
A Verdade Não Exótica Sobre CDs de Vinil
A Volta dos Vampiros
Abaixa o Som, Porra!
Abortando a Folha de São Paulo
Acabou a Festa do Latino
Acorde!!!!
Acordo de Cavalheiros
Ainda a Vontade de Morrer
Alô! Terezinha!!!!!!!! Vai Para o Inferno Ou Não Vai?????
Alucinação
Amor? Nem de Mãe!
Ande na Linha!
Aos Pedaços...
Apenas Baratas
As Mulheres Que Eu Comi
Autobiografia Não Autorizada de Luiz Carlos Cichetto
Auto-Entrevista
Barata no Radar Cultura, com a Banda Pedra
Barata Tonta é a Mãe!
BBB - Big Brother Barata - 1ª Parte
BBB - Big Brother Barata - 2ª Parte
BBB - Big Brother Barata - 3ª Parte
Born In 1958
Brasileirinho
Cabeça de Barata
  Mais Crônicas >

1958 1990 1997 1998 1999 2000 2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 2014 2015 2016 2017 2018

CONHEÇA NOSSOS PARCEIROS

 

(11) 96358-9727

A Barata - O Site

A Barata Ao Vivo

Amigos & Livros

A Arca do Barata

Arquivos Abertos

Artesanato

As Faces d'O Corvo
Augusto dos Anjos

Ataraxia

Barata Cichetto, Quem É?

Barata Rocker

Biografi'As Baratas

Camisetas

Cinematec'A Barata

Coletâneas de Rock

Colunas Antigas
Conte Comigo, Conte Pra Mim
Contos d'A Barata
Convergências
Crom

Crônic'As Baratas

Depoimentos

Des-Aforismos Poéticos Baratianos

Discoteca d'A Barata

Download Free

Ensaios Musicais

Entrevist'As Baratas

Eventos

Facebookianas
Fal'A Barata!
Fotos
Gatos & Alfaces
Kakerlak Doppelgänger
Livrari'A Barata
Livros
Madame X
Memória A Barata
Micrônic'As Baratas

Na Mídia

O Anjo Venusanal
Pinturas
Pi Ao Quadrado

Poesi'a Barata

Ponto de Fuga
Pornomatopéias
PQP - Puta Que Pariu
Projeto Sangue de Barata
Psychotic Eyes
Renato Pop
Resenhas

Retratos e Caricaturas

Revist'A Barata Digital

Revist'A Barata

Seren Goch: 2332

Sub-Versões

Tublues

Versus

Videos

Vitória

Webradio

Todos os textos, exceto quando indicados, são de autoria de Luiz Carlos Giraçol Cichetto, nome literário Barata Cichetto, e foram registrados na Fundação Biblioteca Nacional. Não é permitida a publicação em nenhum meio de comunicação sem a prévia autorização do autor, bem como o uso das marcas "A Barata" e "Liberdade de Expressão e Expressão de Liberdade". Lei de Direitos Autorais: 9610/98.

 On Line

Política de Privacidade

Free counter users online