Barata no Radar Cultura, com a Banda Pedra
O Homem, o Poeta e o Giraçol
Morphine, ou Percepção Emocionada
Woodstarkus - Uma Celebração á Paz
Esperando Papai Noel
Manifesto Singular
Em Busca da Mulher-Barata
Censura? Sempre e Mais...
"O Amor é a Compensação da Morte"
Inserir >/ Quebra... > / Quebra de Página
A Superioridade dos Artistas
Coçar a Cicatriz, Xingar a Meretriz e Sonhar Com a Imperatriz
Viver é Fatal! Quem Viver... Vi...Verá!
Resquícios Críticos Indecentes (Ou Ctrl C/Ctrl V)
Fui!!!
O Rei Está Morto, Então Viva o Rei!
Cabeça de Barata
Acabou a Festa do Latino
Rádio Barata
O Jagunço
Foda-se!!!!
Sonha Comigo!
Que Venham as Putas!
Foda-se e Feliz Aniversário, Betty Boop!
Dias Em Que A Gente Nem Consegue Escrever...
Denny Dent, Diogo Oliveira e os Gênios da Cultura Rock'n'Roll
Sebos & Puteiros
Amor? Nem de Mãe!
Viva Sua Vida ou Vá Se Foder!
O Conto da Barata
A Síndrome da Assepsia
Sangue de Barata - Ou A Grande Família Chamada Rock'n'Roll!
Emoções Baratas
Manifesto dos Desbaratados
Livre Por Natureza
Enquanto Os Cães Passam as Caravanas Ladram!
Abortando a Folha de São Paulo
A Droga do Amor
Ladrão de Bife Não é Herói
Papai Noel é Um Cara Legal...
Que Me Perdoem os Eunucos
Tudo em Nome do Rock And Roll
Dogville , de Lars Von Trier
Estranhas Mutações
Tumantes e Seus Cometas no País dos Boasmerdz
Já Que é Para Esculhambar...
Dia da Consciência...
Iggy Pop
Serguei Iessiênin
Vai Se Foder!

Arca do Barata Contos d'A Barata Crônic'As Baratas Entrevist'As Baratas Fal'A Barata!Micrônic'As Baratas + Resenhas de Filmes + Resenhas de Livros +

ACABOU A FESTA DO LATINO
Luiz Carlos "Barata" Cichetto
barata.cichetto@gmail.com
Nos últimos seis meses, problemas pessoais jogaram ao limbo o projeto A Barata. Da quase extinção ao completo ostracismo.Mas resistência foi o primeiro fator considerado quando escolhi o nome "A Barata". E foi por tal fator que decidi deixar a catacumba, onde sob inúmeras pás de cal de intolerância, prepotência e ignorância nos quiseram manter. E então, neste dia, quando estou prestes a completar 51 anos de idade e após 11 anos de solitária batalha a frente de A Barata, tal o personagem de Kafka, acordei transformado em um ser monstruoso: um ser humano. A metamorfose instigada pelas centenas de portas fechadas, ombros encolhidos e mão recolhidas agora chega ao seu processo final. E a intolerância será combatida com a intolerância, a prepotência com rigor e a ignorância com a lei. A minha própria lei, talhada a ferro e fogo.

Cansei de dar pérolas á porcos e não tenho sangue de barata, não! Pedras que rolam não criam limbo. Nasci para o grito e não para o gemido. ao menos não para o gemido de dor. Não estarei onde querem que eu fique, e nem ficarei onde não querem que eu esteja!!!

A Barata sempre foi um projeto pioneiro em atos, idéias e atitudes. Cópias aos montes surgiram e desapareceram. Muita gente fingida e interesseira adentrou ao portal e ganhou muito com isso, criou currículo, apareceu, até ganhou dinheiro e teve seus minutos de gloria e fama usando do espaço e do conceito de A Barata. Bandas medíocres, pseudo escritores e falsos profetas e poetas. Em troca, ganhei o silêncio e o ostracismo no momento em que precisei. Portanto, a César o que é de César, adeus o que é de Deus e a A Barata o que é de A Barata. E o que é de A Barata é meu porque eu sou A Barata. A resposta é de acordo com a pergunta e a Lei de Talião pesará sobre as cabeças daqueles que a merecerem.

Mas não adianta fecharem suas portas, não adianta recolher os ombros e encolher a mão que lhes estendi, porque "baratas não rastejam, é apenas o jeito delas caminharem."!!!! Não adianta fingirem e fugirem pois estarei sempre em seu encalço. Descalço e nu, mas nunca surdo e muito menos mudo. Acordem! Que a festa do Latino acabou. O sonho acabou e "baby, a gente ainda nem começou."

Nos últimos meses recebi ameaças, fui escorraçado e demitido. Ninguém entendeu nada do que acontecia e a maior parte dos chamados "Irmãos do Rock", simplesmente quando não tinham mais o que sugar, jogaram minha carcaça no esgoto. A realidade é que o Rock Brasileiro faliu, é um arremedo de um sonho e um arremedo de um sonho é apenas um pesadelo. A postura da maior parte dos roqueiros brasileiros é egoista e chula, mesquinha e medíocre. A carapuça, use aquele servir.

Um pequeno resumo: em 12 anos, organizei sozinho uma dezena de festivais carreguei nas costas muita banda medíocre, dei lucro a muita casa, publiquei muito texto de muita gente que nem merecia sair do anonimato. A Barata foi escada a muita gente que sozinha não sairia do chão. Também construí e hospedei sites de muitas bandas, na maioria das vezes de graça. Uma de minhas letras foi vencedora de um festival ao qual toda a estrutura de A Barata foi colocada a disposição. A musica ganhou troféu, exposição gratuita e muito mais e nesse caso nem os créditos no DVD final foram colocados. Portanto, o que ganhei por fazer tudo "Em nome do Rock'n'Roll"???? Porra nenhuma! Ou melhor, portas fechas e ameaças. Mas agora, a festa acabou!!!!!!!! E podem estar certos de não irá ficar pedra sobre pedra, pois eu não tenho sangue de barata, mas quem dele bebe, se embriaga e se nutre irá ficar na inanição. Meu sangue e o Sangue DA Barata, bom ou ruim é meu!
25/6/2009
Registro no E.D.A. da F.B.N. : 513.628 - Livro 973 - Livro 474

(11) 96358-9727


Camisetas
Livros
Pinturas


A Barata - O Site
A Barata na Mídia
Barata Cichetto, Quem É?
Depoimentos
Fest'As Baratas
Fotos

Por Título
Por Livro
Por Data
Com Áudio
Musicados
Com Vídeo
Livros Impressos

A Barata Ao Vivo
Biografi'As Baratas
Discoteca d'A Barata
Ensaios Musicais
Coletâneas de Rock


Artesanato
Camisetas
Conte Comigo, Conte Pra Mim
Convergências
PQP - Puta Que Pariu
Pinturas
Sub-Versões
Videos
Webradio

Gatos & Alfaces
Pi Ao Quadrado
Revist'A Barata
Revist'A Barata Digital
Versus


Arca do Barata
Contos d'A Barata
Crônic'As Baratas
Entrevist'As Baratas
Fal'A Barata!
Micrônic'As Baratas
Resenhas de Filmes
Resenhas de Livros

Ataraxia
Crom
Kakerlak Doppelgänger
Madame X
O Anjo Venusanal
Ponto de Fuga
Pornomatopéias
Projeto Sangue de Barata
Psychotic Eyes
Renato Pop
Seren Goch: 2332
Tublues
Vitória

Todos os textos, exceto quando indicados, são de autoria de Luiz Carlos "Barata" Cichetto e registrados na Fundação Biblioteca Nacional. Não é permitida a publicação em nenhum meio de comunicação sem a prévia autorização do autor. Bem como o uso das marcas "A Barata" e "Liberdade de Expressão e Expressão de Liberdade".

 On Line:  97