(16) 99248-0091

Apóie a continuidade deste trabalho, totalmente independente desde 1997. Saiba como participar clicando na imagem ao lado.

1958 1990 1997 1998 1999 2000 2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 2014 2015 2016 2017 2018

O Corvo - Tradução: Paulo Cesar da Costa Pinto (2015 - Brasil)



O Corvo

Meia-noite. Eu lia
Velho livro e leve, ouvia
Bater nos portais

Ah! Frio dezembro!
Junto ao fogo, um nome, lembro
Lenor - e ardo em ais

E a cortina errante
Assustou-me. "É visitante
Junto aos meus umbrais."

"Quem, à hora morta
Bate assim, à minha porta?"
Vento e nada mais

Abro a porta e vejo
O horizonte malfazejo
Treva e nada mais

Ao quarto, voltando
Chego à janela, escutando
Toques tão iguais

Ao abri-la, um Corvo
Entra, e voando sem estorvo
Pousa em tons formais

Já sorrindo, indago:
"Tens nome, ó ser aziago?"
E a ave: "Nunca mais."

Surpreso, olho a cena
A ave, no busto de Atena
Disse os nomes tais!

Falo, enfim: "Na aurora
Vais, como os sonhos de outrora."
E a ave: "Nunca mais."

Decorou, decerto
O refrão de um dono incerto
Carregado em ais

E esta ave do medo
Guarda, agourenta, um segredo
Nas sílabas tais

Calado, cismava
E o Corvo, o olhar me inflamava
E ela, aqui, não mais...

O ar, qual um incenso
Trouxe um anjo. "É Deus", eu penso
"Que ouviu os meus ais!"

"Profeta! Ave escura!
Há um bálsamo que cura?"
E a ave: "Nunca mais."

"Profeta! Ave intrusa!
Nos céus, hei de ver a musa?"
E a ave: "Nunca mais."

"Tua voz, tu levas!
Volta ao temporal, às trevas!"
E a ave: "Nunca mais."

E o Corvo, contudo
Jaz na deusa, quieto e mudo
E à luz, ele sonha

E em sua sombra medonha
Não me erguerei - nunca mais!

 


(16) 99248-0091

A Barata - O Site

A Barata Ao Vivo

Amigos & Livros

A Arca do Barata

Arquivos Abertos

Artesanato

Artigos
As Faces d'O Corvo
Augusto dos Anjos

Ataraxia

Barata Cichetto, Quem É?

Barata Rocker

Biografi'As Baratas

Camisetas

Cinematec'A Barata

Coletâneas de Rock

Colunas Antigas
Conte Comigo, Conte Pra Mim
Contos d'A Barata
Convergências
Crom

Crônic'As Baratas

De Poeta a Poeta

Depoimentos

Des-Aforismos Poéticos Baratianos

Discoteca d'A Barata

Download Free

Ensaios Musicais

Entrevist'As Baratas

Eventos

Facebookianas
Fal'A Barata!
Fotos
Gatos & Alfaces
Kakerlak Doppelgänger
Livrari'A Barata
Livros
Madame X
Memória A Barata
Micrônic'As Baratas

Na Mídia

O Anjo Venusanal
Pinturas
Pi Ao Quadrado

Poesi'a Barata

Ponto de Fuga
Pornomatopéias
PQP - Puta Que Pariu
Prefácios & Editoriais
Projeto Sangue de Barata
Psychotic Eyes
Renato Pop
Resenhas

Retratos e Caricaturas

Revist'A Barata Digital

Revist'A Barata

Seren Goch: 2332

Sub-Versões

Tublues

Versus

Videos

Vitória

Webradio

Todos os textos, exceto quando indicados, são de autoria de Luiz Carlos Giraçol Cichetto, nome literário Barata Cichetto, e foram registrados na Fundação Biblioteca Nacional. Não é permitida a publicação em nenhum meio de comunicação sem a prévia autorização do autor, bem como o uso das marcas "A Barata" e "Liberdade de Expressão e Expressão de Liberdade". Lei de Direitos Autorais: 9610/98.
 On Line

Política de PrivacidadeFree counter users online