O ANTI-CRIS...TO (OU: AC/DC) (OU AINDA: O PROCESSO DA METAMORFOSE)
Barata Cichetto
P
Outro dia descobri, por intermédio da Wikipedia que é comemorada uma data importante no dia do meu aniversário. Segundo o texto, dia em que os satanistas comemoram o Anti-Natal. Ou seja, o nascimento do Anti-Cris...to. Interessante. Agora lembro de histórias que minha mãe conta sobre mim em minha primeira infância, sobre "fatos estranhos" que sempre permearam minha vida e sobre um monte de coisas que poderiam ilustrar este texto e fazer qualquer um acreditar no que eu quisesse. Mas infelizmente, meus queridos e minhas amadas, não sou o Anti-Cris...to não. Anti-Cris...to... Não também. 25 de Junho de 1958, qual era a conjunção lunar entre a Terra e Marte... Blá, blá, blá que deu a origem a um ser nascido ás 17:40??? Que coisa! Deixa eu olhar minha cabeça... Será que eu tenho o 666 no couro cabeludo... Ih, mas não dá pra olhar o alto da minha cabeça e nem tenho ninguém que o faça. Sei apenas que 25 de Junho é uma dia que quero esquecer, por todas as merdas que aconteceram na vida nesse dia. Parece até maldição... O Anti-Cris...to teria mais alegria e mais prazer em seu aniversário. Teria poder de ter o prazer que quisesse, não mendigaria paixão, seria astuto o suficiente para não se deixar levar por palavrinhas doces e mentirosas. Então, esqueçam essa história. Anti-Cris...to desdentado? Anti-Cris...to desbocado? Anti-Cris...to morando sozinho em um quartinho de despejo? Anti-Cris...to sentado em frente a um computador e escrevendo sobre a dor que sente? Anti-Cris...to sem chamas nem chifres? Anti-Cris...to sem porra nenhuma, nenhuma bucetinha gostosa para comer? Deus e o Diabo devem estar se abraçando agora e dando uma gargalhada infernal... Ou celestial. Cadê meu Anjo de Guarda? Dormindo? Acorda babaca! Acorda que estou precisando. Deita aqui do meu lado que eu quero passar a mão na sua bundinha macia e angelical. Abra suas asinhas, abra suas perninhas. E n/ao me venha com ela que anjo não tem sexo.

Um dia Gregor Samsa acordou de manhã transformado em um inseto monstruoso.... Um dia uma Barata acordou de manhã transformada em Gregor Samsa, o caixeiro e percebeu a pequenez do homem nesse maldito ambiente urbano, onde é mais fácil sobreviver sendo uma barata. É uma guerra, meus amigos. Quem ganha e quem perde... Se bem que numa guerra ninguém ganha. Mas em uma batalha entre o homem e a barata, ela ganha com grande margem. Qual é o processo da metamorfose? K. Ou Gregor Samsa? Quem é quem? A barata ou Franz Kafka? Eu nem sei em que esquina ela (quem? A morte ou a amada) irá me beijar... Me beija, meu amor. Beija minha boca! Quem? Eu? Perguntou a morte? O Escorpião abana o rabo e a Barata dá seus pulos. Sai fora, baratinha!

A minha humanidade é dividida em AC/DC: Antes de Cris...to e Depois de Cris...to... Antes havia o vazio, as trevas e a escuridão, depois há o vazio, a trevas e a escuridão. Durante houve o gozo, o tesão... e a morte. Deus criou o mundo em 7 dias e o Demônio o destruiu em 15. É que o Diabo tinha Cris...to para derrotar. E Pedro negou Cris...to por três vezes e não neguei nada a ninguém. Cris...to me negou três vezes e eu lhe bati três vezes no rosto e nem a outra face precisou oferecer. Quem é mais astuta, a Serpente ou a Raposa? O Escorpião ou a Barata, quem irá herdar o planeta? O Anti-Cris...to herdará algo do que sobrar? "See You In Hell, My Friend", disse a Serpente. E a Raposa apenas abanou o rabo. Baratas não ficam bem no Inferno, porque não tem esgoto. Marque outro encontro, em outro lugar, que nesse estarás sozinha.

A metamorfose de uma barata. Transformada em que? Prefiro a transubstanciação. Cris...to transubstanciado em pão e O Diabo em vinho. Tô com fome, nem comi nada hoje e tô com sede, preciso encher a cara. O antônimo de dois é nada. O antônimo de nada é ela. Cris...to, como eu desejei a Paz... Deus, como eu desejei o Amor. O que sobrou? O antônimo de tudo. O ao contrário de tudo. O avesso do avesso do avesso do avesso, como canta Caetano. Análises sociológicas não são lógicas quando baseadas em fatos pessoais. Errado, são apenas o que realmente importam.
1/2/2006