METRALHADORA GIRATÓRIA OU: FODA-SE!
Barata Cichetto
P
Minha metralhadora giratória está armada e carregada. Atiro para todos os lados, mas não mato ninguém, porque as balas são de borracha. Não são para matar, são para arder. Sabem o que é arder? Sabem o que é doer? Muito mais cruel que morrer é arder... Então ardam! Não quero mais as honestas, agora prefiro as putas, porque as putas são mais honestas. Eu nunca atirei em sua direção, não cuspa em mim, nem queime mais meu braço com cigarro, não morda meu rosto senão lhe perco o gosto. Minhas balas são de festim e minha raiva é que o mata. Sinta a minha dor, apenas um pouco. Sofra minha perda, sofra minha paixão, mas não se debruce em meu caixão. Lágrimas são para quem sente, não para quem mente. O que mais posso falar sobre mim? Sobre nós... Falar sobre nós, nós em uma corda que apertou meu pescoço. Quase um enforcado, busquei na paixão e na esperança a minha redenção. Achei que poderia ser o que pudesse, deixar de ser eu poderia aproximar sua alma da minha. Mas nem que eu lhe desse de fato e de direito minha vida teria alguma importância. Raposa e Serpente são iguais. Escorpião come Barata e eu nem sei o que comer. Caíram meus dentes e eu nem sei como morder a orelha de ninguém. Deixa eu lhe dar uma mordida no clitóris? Oh, minha santa criança, minha criança da guerra, minha bonequinha de luxo, ou de lixo, deixa-me morder seu pescoço e pegar de volta o que sugastes de mim? Juro que não vou lhe cobrar juros. Nem correção humanitária. Juro que juros não são parte do que eu conjuro. Com ou sem juros, juro que lhe jurei amor eterno. Drácula, seu nojento, devolva minha história. Drácula revolva minha história. Uma adaga de madeira em meu peito... Madeira não... O que matou minha alma foi uma adaga de cristal, cristalina e pura quanto um rio lamacento. Águas barrentas matam a sede? O cristal é puro, cristalinidade é honestidade. Pergunte ao cristal, pergunte á dor, pergunte a Deus. Porque Ele, ele, não tem as respostas, Deus não tem respostas. Nós é quem somos as respostas de Deus. Deus é um cientista brincalhão e como disse Cazuza, nós suas cobaias. Um dia lerás isso e então nada importará, pois sua Fahrsa é finda e eu nem sei ainda o que vou comer hoje. Uma bala, de revolver ou de mel. Um sorvete de chocolate ativa sua libido? Que ótimo alguém enfim tem que gozar nessa casa. A próxima vez que gozar esconda sua tatuagem, tenho vergonha. Minha tristeza não é sua, você não tem nada com isso. Me deixa chorar, por favor. Sozinho do jeito que me querias. Dei-lhe o que tinha, fui buscar o resto e resto é resto e tudo era seu. Porque minha vida era pouco e muito do que eu tinha era minha vida e isso não interessa. Aliás, o que lhe interessa, meu pequeno desenho animado? Animado? Animada? O que anima minha vida? Nenhum desenho animado com certeza. Quero mulheres de carne, osso e principalmente mulheres com alma. Chega de jogos com cartas marcadas, minhas marcas estão em meu corpo e em minha alma. As marcas de cigarro, de mordida e principalmente de desamor estão todas ai. "Deusa de assombrosas tetas", vaca profana é o caralho e vai se foder que agora meu pau está mole. Dane-se e foda-se, literalmente. Meu pau não é para seu prazer. Para seu prazer eu lhe dou três tapas na cara. Tapas que lhe libertam e está livre para literalmente gozar a sua vida. Foda-se pequena princesa. Meu tesão é maior que você e não sou seu brinquedo. Não diga pra ninguém que um dia foi minha esposa, porque nunca foi, não me mate mais, de vergonha e dor. Não cite meu nome a seus amantes e se um dia me encontrar na rua não pegue o telefone. Não faça sexo comigo pelo telefone nem grite de prazer. Seu ego é maior que seu desejo. Morra em mim do mesmo jeito que estou morto dentro de você. Minha paixão foi natimorta dentro de você, pois dentro de você, apenas existe um tesão pelo tesão, então, mais uma vez, querida rainha, foda-se. Quem irá partir primeiro, querida? Eu? Mas tenho o que deixar... O que deixarás? Seu corpo apodrecerá, federá mais do que merda e serás pó e cinzas. Não enterre amantes em cova rasa. Enterre fundo, penetre a sepultura do prazer bem fundo, entre e saia. E goze. Foda-se! Você é tão gostosa que ninguém lhe basta, então foda-se. Foda-se! Foda-se! Foda-se! Foda-se! Foda-se! Foda-se! Foda-se! Foda-se! Gozou?!!! Gozou sim.... Você sempre goza... Literalmente com o pau dos outros ou com a buceta das outras. Foda-se!, Foda-se!, Foda-se!, Foda-se!, Foda-se!, Foda-se!, Foda-se!. Ai que bom, amor, mais, mais, mais, mais!!!!!!! Mais porque quer mais, ou mais porque foi pouco? Nunca saberei! Sabes o que é uma crisálida? Deixe de ser isso e seja uma bela borboleta. Alegre a vida, bata suas asas, igual à tatuagem, abra suas asas, deixe de apenas abrir as pernas. Goze o gozo da vida, não o gozo da morte. Goze. Foda-se!, Foda-se!, Foda-se!, Foda-se!, Foda-se!, Foda-se!, Foda-se!, Foda-se!, Foda-se!. Amanhã foderei outras bucetas e serei feliz. Foder bucetas me deixa feliz? A sua sim. Foda-se!. Dane-se, dane-se entre os danados que são seus pares. As respostas, querida, não estão nem na igreja nem no motel, nem na Palavra de Deus nem na minha Palavra. Procurei ser sua resposta, porque acreditei que eras a minha. E eras a minha. Mas preferistes ser apenas mais uma pergunta. E fostes uma pergunta que não quer calar. Uma pergunta sem resposta, tesão que não cala, desejo que não cessa. Fostes, afinal, a minha vida. E por isso e também por isso: foda-se!
26/1/2006