ERRO 404: CASA NOT FOUND
Barata Cichetto
P
Que o mundo capitalista é cheio de abusos e maus-usos, injustiças e outros defeitos, não é nenhuma novidade Mas de todos as atividades pouco ortodoxas do mundo capitalista, com certeza a pior é a do intermediário, do atravessador, figura que nada produz e arrecada seu lucro comprando - normalmente a prazo - de quem produz, e vendendo - normalmente a vista ou financiado ou ainda em prazo menor que comprou - ao consumidor final, ficando sempre com a maior parte, a guisa de que seu risco é maior.

Existe uma outra espécie de atravessador que é o que vive e lucra em cima de coisas inexistentes. Como exemplo, tomemos o caso de imobiliárias que alugam e vendem imóveis e bens alheios a outros alheios. Não compram nada, não estocam nada. A desculpa é que "prestam um serviço", "facilitam a vida" de locadores e locatários. Balela. Se menos preguiçosos os segundos e menos gananciosos os primeiros fossem, não precisaria existir tal figura que ganha comissões enormes sobre algo que não compram nem lhes pertencem.

Mas ainda existe um outro tipo, muito mais daninho de atravessador, um que entrou para existência econômica do mundo nos últimos anos. É a imobiliária de Internet, as chamadas "Web Hostings", empresas que alugam espaço para a hospedagem de páginas. 

Para começar, façamos um cálculo simples: uma casa de cerca de 70 metros quadrados em uma região senão nobre também não de periferia, suficientes para uma família de quatro pessoas, em uma grande metrópole brasileira custam para a venda cerca de 70.000 reais, ou seja, aproximadamente 1.000 reais por metro quadrado. Seu aluguel mensal não sai por mais de 700 reais. Portanto 700 dividido por 70 é igual a 10 reais mensais por metro quadrado mensais. Do aluguel de uma casa onde moram, comem, transam, usam computadores, cerca de quatro pessoas de uma família.

Agora façamos a comparação. Um "HD" de computador, hoje bem razoável de 30 Gigabytes, custa cerca de 300 reais, certo?! Portanto, se não estou enganado e 1 Gigabyte é igual a 1.000 Mega Bytes, 10 reais por Gigabyte é igual 0,01 (um centavo) por Mega Byte. Certo? A maior parte dessas empresas cobra a "bagatela" de 30,00 mês pela hospedagem de 100 Mega Bytes e outros penduricalhos. Usando a conta acima 100 Megabytes custa 1,00 (um real!), certo? Está bem, existem outros componentes em jogo, o restante do "hardware" e outras condições e tal, mas juntando isso tudo, garanto que não chega a 10,00 (dez reais) pelos tais 100 Mega Bytes. Portanto um lucro de 200 por cento, no mínimo. Sem contar que pior que no caso da imobiliária que não cobra (porque por força de lei não pode) aluguel da tal casa adiantado, as imobiliárias de Internet (não conheço nenhuma que não faça) cobram sempre no mínimo um mês adiantado. Aliás, a prática comum é que cobrem três meses. 

Um outro cálculo bem interessante sobre os valores cobrados por estas Imobiliárias de Internet: no tal HD de 30 GB cabem teoricamente 300 sites. Na verdade são hospedados bem mais, mais do dobro disto, pois é difícil o site com mais de 50 MB. Portanto: 600 sites a 30 reais é igual a 1.800, o preço de um computador. A situação, neste caso é muito mais séria do que aparenta, pois acaba resultando em lentidão no acesso. Na nossa comparação, a imobiliária pegou um prédio que tinha um determinado número de apartamentos, dividiu vários deles em vários cômodos menores e quando todos os moradores estão ali, logicamente vai faltar água, os fusíveis elétricos vão estourar e o porteiro vai enlouquecer de tanta gente entrando e saindo do prédio. Conclusão: caos cá, caos lá!

Ninguém paga nenhuma mercadoria, nenhum serviço adiantado, ninguém recebe seu salário adiantado, mas as "Imobiliárias de Internet" o fazem. Isso é uma prática que se estabeleceu e a desculpa é a de sempre: "evitar inadimplência". 

O maior problema com as tais imobiliárias é com certeza a incompetência e a má-fé, Incompetência técnica e má-fé administrativa. Um bando de "moleques", não apenas ou não somente no sentido de idade, mas no sentido estrito da irresponsabilidade. Se alguém já teve a curiosidade de ler um dos contratos de prestação de serviços dessas "empresas" irá perceber que invariavelmente estamos entrando em verdadeiras arapucas. Não garantem nada e exigem tudo, prestam um serviço de suporte, quando prestam, efetivamente insuportável - desculpem o trocadilho-.Normalmente o serviço de "suporte" é feito por um bando de garotos mal treinados e mal pagos que trocaram as fraldas pelo teclado de computador.

A desculpa pelo mau serviço é sempre de que trabalham com máquinas e as máquinas falham. Quem conhece um pouco de informática sabe que na verdade as máquinas, no caso computadores, falham, que o casamento "hardware" e "software" não é perfeito. Mas sabem também que na verdade a maior parte dos erros não é das máquinas, mas de seus operadores. Computadores (e quando falo em computadores falo do conjunto, não apenas da parte física) são máquinas estúpidas que apenas executam aquilo que lhe é indicado. Portanto, e isso já pude comprovar na prática, a maior das falhas é humana: pura incompetência.

Aqueles que já se aventuram a ter suas casas na Internet e dependeram dessas tais imobiliárias sabem do que falo. É de enlouquecer qualquer cristão ou ateu. Usando a comparação inicial com as imobiliárias: lhe mostram uma casa com um número "x" de metros quadrados, afirmam que você poderá receber a visita de quantos amigos quiser e na hora que desejar, que o correio passa na sua rua, que o porteiro e demais funcionários do prédio vão manter as coisas em ordem, que seus móveis cabem direitinho, que não chove dentro etc. Mas quando você se muda, descobre que a fechadura não funciona (FTP), que naqueles metros quadrados estão incluídos a "área comum" (banco de dados e espaço de e-mail), que se você receber mais amigos do que o "normal" ("page views") vai ter que pagar taxas adicionais elevadas, que se você receber mais correspondências do que o "normal", o porteiro do prédio vai lhe cobrar outras taxas adicionais elevadas ("Taxas de Transferência Adicional"), que os funcionários do condomínio são relapsos e mal preparados, que o segurança deixa todo mundo entrar. Enfim, você descobre que a casa que alugou e paga adiantado é muito diferente do que o corretor lhe mostrou.

Agora, o problema maior é quando por dias seguidos, várias vezes ao mês, sua tão sonhada casa na Internet, sempre por "motivos técnicos" nunca explicados sai do ar. É o mesmo, ainda usando a comparação acima, que se durante vários dias do mês você chegasse na casa que alugou da tal imobiliária e percebesse que simplesmente ela não está lá. Lindo, né?! Você chega no seu andar e no lugar de seu apartamento encontra uma placa: "Erro 404. Casa Not Found"!!!
13/6/2002