ESPARRELA
Barata Cichetto
Narração: Cris Boka de Morango, Rádio Devassa.
 

Eu? Quero foder a tua bunda
E te chamar por vagabunda
E a rima? Cala a boca imunda
Que o vento ruge e te inunda.

Eu? Quero bater outra punheta
E gozar na tua boca de sarjeta
Rima tosca: dá-me a tua buceta
Que o tempo urge na ampulheta.

Mas e eu? Quero ser chupado agora
Esporrar na tua língua, bela senhora
Quanto a rima? A minha ela te adora
E que a porra a sufoque sem demora.

Ah, eu? Quero apenas ter a tua foda
Te comer completa e a minha moda
Mas a rima? Foda-se capo e a coda
Pois a mim, a tua vida me incomoda.

E eu? Te quero foder feito uma cadela
Pelas esquinas, de quatro na esparrela
E quanto à rima, pense apenas naquela
Que te digo quando te chamo de bela.

Ainda eu? Pois quero gozar na tua cara
Esparramar porra e realizar a minha tara
Enquanto a rima, é o que cura e não sara
Porque nunca acaba aquilo que não para.

20/05/2014
22/11/2018
http://www.xvideos.com/video41936617/esparrela