(16) 99248-0091

Apóie a continuidade deste trabalho, totalmente independente desde 1997. Saiba como participar clicando na imagem ao lado.

1958 1990 1997 1998 1999 2000 2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 2014 2015 2016 2017 2018

14 DE MAIO DE 2008, O DIA QUE A GUITARRA BRASILEIRA SE CALOU! UM TRIBUTO AO MESTRE WANDER TAFFO
ALEXANDRE WILDSHARK
21/10/2008
Sim, neste dia Wanderley Taffo Jr., também conhecido como Wander Taffo ou simplesmente Taffo levou um golpe fulminante da 'velhinha que anda com uma foice', aos 53 anos e três dias antes de fazer 54. Parece-lhe exagero caro garotinho fã de metal? Então leia atentamente e saberá o porquê do 'exagero' no título deste tributo:

Wander começou na música em 1973, nem eu tinha nascido nesta época, aliás, nem o KISS tinha lançado nada ainda nesta época, ele nasceu na Pompéia, só isso já bastaria para o cara (se você não sabe a Pompéia é um bairro de Sampa Rock City de onde saiu a meca do rock brazuca de).
verdade dos anos 60/70 como Mutantes, Made In Brazil, Patrulha do Espaço, Tutti-Frutti entre outros...), mas ele quis mais e montou uma banda chamada Memphis, apenas um grupo de Rock que o alavancou para o João Ricardo notá-lo.

João Ricardo é o criador dos Secos & Molhados, renomado grupo glam/psicodélico brasileiro de onde saiu Ney Matogrosso (pergunte mais aos seus pais). Com o fim do Secos & Molhados em 74, João inventou de se lançar na carreira solo e em 76 lançaria seu segundo solo Da boca pra fora e chamou o Wander, na época com 22 aninhos para ser o destaque do disco e ele o foi. Tanto que em 77 João recriou o Secos & Molhados para um antológico terceiro disco que ninguém tem, mas quem o tem (como eu) não larga nunquinha da silva! E lá está o Wander (sob a alcunha de Wander Tosh, sei lá eu por que) brilhando nas seis cordas e Gel Fernandes na bateria, que seria seu fiel escudeiro por anos a fio (veja sua declaração no final da matéria), um disco maravilhoso que você deveria procurar na net por aí e se chama A Volta dos Secos & Molhados, de 77 (ano do punk).

No ano seguinte Wander já estava no Made In Brazil gravando aquele que seria o disco Massacre (leia resenha) que foi brutalmente censurado pelo governo militar e só viu a luz do dia em 2006. Outro documento histórico que você deve procurar. Inclusive certa vez, entrevistando o Oswaldo Vecchione do Made In Brazil perguntei a ele se ainda existia algum músico no Brasil com o qual ele gostaria de trabalhar, mesmo tocando com mais de 200 músicos em toda sua carreira e ele me respondeu que ele gostaria de voltar a trabalhar um dia justamente com o Wander Taffo, mesmo já tendo trabalhado ao seu lado.

Depois disso ele foi tocar com grandes nomes como a tia Rita Lee, Gang 90 & As Absurdettes e Joelho de Porco. Nos anos 80 brilhou enfim nas FMs da vida, trilhas de novela e tudo mais que seria o 'Olimpo da música brasileira' com sua banda Rádio Taxi, essa vocês conhecem bem. Ele inovou no mundo Pop com esta seminal banda brasileira. Depois do estrelato ele quis voltar ao rock cru de 'filho da Pompéia' que ele sempre foi e montou uma banda solo sob o seu sobrenome, Taffo, e quem o acompanhou nessa? Marcelo Souss, renomado tecladista e os irmãos mais heavy do Brasil, Andria e Ivan Busic, hoje famosos graças ao Dr. Sin. Com esse grupo ele lançou um disco chamado Wander Taffo que contou com participação do Lobão, produção do Liminha (ex-baixista do Mutantes) e músicas de Bernardo Vilhena (renomado compositor), um discaço.

Wander ainda chegou a receber o prêmio Sharp de Música na categoria Revelação Pop Rock Masculino por um solo gravado em Los Angeles, em 1989. No ano seguinte, foi eleito melhor guitarrista do Brasil pela crítica especializada. Mas o disco Rosa Branca é que arrepia a gente, com o mesmo time e fez um puta discão de hard rock seminal.

Nos anos 90 ele criou o IG&T (Instituto de Guitarra e Tecnologia) que com o tempo acabou se tornando Escola de Música & Tecnologia (EM&T), que une alta tecnologia a um centro de conveniência nos moldes do GIT de Los Angeles, algo inédito na América Latina,de onde é considerada a melhor escola musical. Em apenas um ano de funcionamento, o IG&T atingiu mil matrículas (segundo o Wikipedia). Recentemente ele voltou com o Rádio Taxi com o qual lançou um CD/DVD ao vivo ganhando a mídia de assalto de volta. E planejava a volta da banda Taffo ainda este ano de 2008, o que foi interrompido graças a uma insuficiência cardio-respiratória no dia 14 de maio deste ano.

Mais recentemente ele escreveu um artigo sobre guitarra na revista Roadie Crew que saiu no mês em que faleceu, e esta edição era especial para os maiores guitarristas do mundo, um bela homenagem involuntária!

Wander fez muito mais coisas, mas o que importa é que desde começou a tocar a sua guitarra incendiária ele ajudou a mudar a vida de muitas crianças que como eu o descobriram através das FM´s e trilhas de novelas e depois se aprofundaram na música muito por culpa dele. Taffo, esteja onde estiver valeu a pena tudo que você gravou e tocou aqui na Terra. Manda um abraço pro Jimi Hendrix e para o Mark St. John por mim!


Veja o que algumas figuras ilustres do Rock Brasileiro tem a dizer sobre o Wander Taffo:

Márcio Baraldi
(Cartunista Rock and Roll ):

“Taffo foi "O" guitarrista do rock brazuca! Tocou com todos os maiores nomes do ramo: Rita Lee, Made in Brazil, Joelho de Porco e muito mais. E ainda teve suas próprias bandas de sucesso, Radio Taxi e Taffo. Passou pela new-wave, pop, hard e metal com maestria e desenvoltura e fez bonito em todas!

Não satisfeito, ainda abriu o IG&T brasileiro, a maior e a mais respeitada escola de guitarra do Brasil, onde lecionam os maiores virtuosos do pais e onde se formaram dezenas de novos talentos da guitarra nacional. Taffo fez tudo muitíssimo bem-feito, não perdeu tempo na Terra e agora o supremo Maestro do Universo o chamou de volta para tocar em sua orquestra cósmica ,pois a musica é a grande linguagem de comunhão entre todos os seres do Universo. E Mestre Taffo sempre soube disso muito bem! Valeu por tudo, grande Taffo, e que Deus o ponha na primeira fila de sua Orquestra!"


Percy Weiss (vocalista de bandas como Made In Brazil, Patrulha do Espaço, Harppia e Percy's Band):

"Convivi com Wander Taffo nos tempos de Made In Brazil e era um cara brilhante, como pessoa e como músico. Serve de exemplo à todos nós: de um caráter irretocável, bom musico, bom amigo, bom filho, bom marido e bom pai. Serve de exemplo também de como não podemos negligenciar a nossa própria saúde, supondo que nada vai nos acontecer. Eu sempre tirava uma onda dele, chamando-o de Robert Redford do rock brasileiro, mas na verdade, o lado mais lindo do Wander era o interior. Uma pessoa inesquecível !

Gel Fernandes
(Baterista e fiel companheiro de Wander em toda sua vida artística ):

1) Wander Taffo - um dos melhores guitarristas do Brasil, isso se não foi o melhor. Sua melhor performance e reconhecimento começou com o Radio Taxi nos anos 80, que com o sucesso teve a chance de poder inovar o conceito dos solos de guitarra marcando uma época. Esse marco foi, não só no estilo, como também na técnica ( já bem avançada pra época ) e nos timbres tirados do instrumento, forçando as perguntas curiosas de todos, de como ele conseguia esse som, que guitarra, captador, amplificador e pedaleira usava? Muitas vezes até marca e número das cordas e das palhetas.

Bem.....mas de que adiantava poder comprar todo o equipamento igualzinho se não podiam comprar as mãos dele e nem as idéias? Mesmo assim, foi bom, pois pôde fazer uma escola de música, ( EM&T ), onde os alunos puderam continuar se espelhando mais de perto. Wander Taffo deixou fãs, alunos, seguidores e amigos, não só pelo seu virtuosismo e profissionalismo musical, mas também pelo seu caráter. Isso foi um pouco do que ele fez para representar tão bem o rock nacional.

2) À Long, Long Time ago....nos anos 70. Muito jovem ainda, eu já tinha tocado profissionalmente com algumas bandas e fui convidado para entrar no Memphis que já eram todos meus conhecidos, pois faziam o mesmo circuito de clubes de São Paulo, que fazíamos com minha ex-banda chamada Sunday, só não conhecia ainda o novo guitarrista, que tinha sido convidado juntamente comigo a fazer parte da mesma, pois era novo no meio musical, e era no Memphis, o primeiro grupo que iria tocar.

Com o ego normal de um adolescente , que já tocava bateria antes, e estava me dando muito bem nessa minha profissão escolhida que era a música, não pude deixar de fazer a pergunta um tanto maldosa... "eu entro na banda...mas quem é esse muleque que vai tocar guitarra, toca bem pelo menos? Como chama?" a resposta foi... " fica tranqüilo, ele toca legal, você vai ver no ensaio amanhã".

No dia seguinte chegando na grande casa vazia do bairro do Morumbi em São Paulo, no portão ainda, antes de entrar na sala reservada para os ensaios, já ouvia o som alto de violão tocando uma canção do Yes, que achei que era o disco rolando, mas quando entrei na sala tive uma surpresa, era o tal guitarrista de dois anos mais velho que eu tocando perfeitamente igual ao original, que interrompeu a música de onde estava para ser apresentado para mim e me cumprimentar. Só me restou engolir seco de ver como tocava muito bem aquela música tão difícil, e só me veio na lembrança uma coisa, a tal pergunta maldosa que tinha feito um dia antes ainda pelo telefone, sobre ele. Aquele cara era o desconhecido Wander Taffo.

Depois disso pensei... 'É, eu vou ser amigo desse cara'. Alguns anos depois contei essa história para ele e rimos muito. Assim foi meu primeiro contato com ele, depois disso convivemos muito juntos e daria para escrever um livro e fazer um filme, de tantas histórias que tivemos, tanto dentro das bandas como particular. Participamos juntos de inúmeras gravações com vários cantores e as bandas que tocamos foram: Memphis, Billy Bond ( Joelho de Porco ), Secos & Molhados, Sobrinhos da Rainha, Rita Lee, Radio Taxi, banda Taffo e outros trabalhos. Tive sorte de encontrar você.....mas tenho certeza de uma coisa: que estaremos tocando juntos, um dia. Bye, bye my friend ! Gel Fernandes (Radio Taxi).

FACEBOOK ADDS

15/6/2010 - Alexandre Wildshark - Virada Cultural (São Paulo 15 e 16 de Maio de 2010, Mogi Guaçu 22 e 23 de Maio de 2010)
2/12/2009 - Alexandre Wildshark - Resenha do Show do VENOM em São Caetano.
3/11/2009 - Paulo Leminski - Rock and Roll
1/11/2009 - Barata Cichetto - WoodsTarkus
16/10/2009 - Duda - Momentos Extremos de Meu Encontro com Raul Seixas, o Eterno Amigo.
16/10/2009 - Duda - O Repórter Perguntou: “E o Que Você Prega?” E Raul Munido de Ironia Respondeu: “Pregos, e Muito Mal Pregados".
16/10/2009 - Duda - Meu Encontro Com Raul Seixas, Meu Livro Vivo
1/10/2009 - Kim Kehl - Liberdade Criativa
28/9/2009 - Raul Cichetto - Infecção Cadavérica
23/9/2009 - Mário Pacheco - Rock Malhado S.A.
10/9/2009 - Greta Garbo - E Se!
7/9/2009 - Luiz Carlos "Barata" Cichetto - Liberdade... Abre As...
14/11/2008 - Greta Garbo - Boca
11/11/2008 - Dum De Lucca - Jazz Rock, a Fusão Entre o Céu e o Paraíso.
5/11/2008 - Dódi Hernandes (D.H.) - Vôo da Chave Antenada
1/11/2008 - John Hemingway - Tradução: Lúcio Júnior - Em Solidariedade a Ronaldo e Hemingway
1/11/2008 - Rodrigo Oliveira - Espantalhos, Pedras e Poemas
22/10/2008 - Dum De Lucca - "CSNY, Déja Vu”, do Genial Neil Young, no Festival de Cinema de São Paulo
21/10/2008 - Alexandre Wildshark - 14 de Maio de 2008, o Dia Que a Guitarra Brasileira se Calou! Um Tributo ao Mestre Wander Taffo
20/10/2008 - Wagner R. - A Fome
18/10/2008 - Antônio Celso Barbieri - Entrevista Rejeitada de Celso Barbieri
15/10/2008 - Belvedere Bruno - Enclausurada
13/10/2008 - Wagner R. - Um Bate-Papo Com Integrantes do Grupo 'Tântalus Cantantes"
30/7/2008 - Felipe Cerquize - Jogos da Vida
6/5/2008 - Mário Pacheco - Cu
5/5/2008 - Antônio Celso Barbieri - Rock Fantasma
25/4/2008 - Fernando Barreto - Rock And Roll Hates Me
20/4/2008 - Dum De Lucca - Tríade da Música Perfeita: Democracia, Diversidade e Informação
14/4/2008 - Wagner R. - Música, Por Favor... Quero Cantar...
25/11/2007 - Lúcio Emílio do Espírito Santo Júnior - A Nova Onda (Parte 2)
25/11/2007 - Lúcio Emílio do Espírito Santo Júnior - A Nova Onda (Parte 1)
11/11/2007 - Belvedere Bruno - Ponto Final
5/10/2007 - Adriano Coelho - Os 35 Anos da Led Slay
25/9/2007 - Adriano Coelho - Os 73 Anos da Maior Musa do Cinema
13/9/2007 - Antônio Celso Barbieri - Homosinteses
5/9/2007 - Lúcio Emílio do Espírito Santo Júnior - Syd Barrett: O Elefante Efervescente Não Está na Praça da Apoteose
5/4/2007 - Chico Boy - Parabéns Barata !!!
2/4/2007 - Lazara Luzia - Repulsa
27/3/2007 - Lazara Luzia - G
12/3/2007 - André Mainardi - Edu Viola
28/2/2007 - André Mainardi - High Tide Reportagem publicada na Revista Só! Número Hum, Setembro de 2006)
13/2/2007 - Astribaldo - Astribólicas
24/11/2006 - Fabiano Gozzo - Troca-Troca
13/10/2006 - Sr. Arcano - Manifesto Soturno
1/1/2006 - Silas Corrêa Leite - Teen, Família e Sociedade
1/1/2006 - Fabio G. Carvalho - Que Droga de Religião?
1/1/2006 - Thiago Porto - Tipos de Drogas e Sua Aparência 
1/1/2006 - Thiago Porto - Histórico das Drogas
1/1/2006 - Luiz Carlos Maciel - O Fracasso da Contracultura
1/1/2006 - Luiz Cezar Pimentel - Sobre Drogas e Vício
> LEIA OUTROS TEXTOS >


(16) 99248-0091

A Barata - O Site

A Barata Ao Vivo

Amigos & Livros

A Arca do Barata

Arquivos Abertos

Artesanato

As Faces d'O Corvo
Augusto dos Anjos

Ataraxia

Barata Cichetto, Quem É?

Barata Rocker

Biografi'As Baratas

Camisetas

Cinematec'A Barata

Coletâneas de Rock

Colunas Antigas
Conte Comigo, Conte Pra Mim
Contos d'A Barata
Convergências
Crom

Crônic'As Baratas

De Poeta a Poeta

Depoimentos

Des-Aforismos Poéticos Baratianos

Discoteca d'A Barata

Download Free

Ensaios Musicais

Entrevist'As Baratas

Eventos

Facebookianas
Fal'A Barata!
Fotos
Gatos & Alfaces
Kakerlak Doppelgänger
Livrari'A Barata
Livros
Madame X
Memória A Barata
Micrônic'As Baratas

Na Mídia

O Anjo Venusanal
Pinturas
Pi Ao Quadrado

Poesi'a Barata

Ponto de Fuga
Pornomatopéias
PQP - Puta Que Pariu
Prefácios & Editoriais
Projeto Sangue de Barata
Psychotic Eyes
Renato Pop
Resenhas

Retratos e Caricaturas

Revist'A Barata Digital

Revist'A Barata

Seren Goch: 2332

Sub-Versões

Tublues

Versus

Videos

Vitória

Webradio

Todos os textos, exceto quando indicados, são de autoria de Luiz Carlos Giraçol Cichetto, nome literário Barata Cichetto, e foram registrados na Fundação Biblioteca Nacional. Não é permitida a publicação em nenhum meio de comunicação sem a prévia autorização do autor, bem como o uso das marcas "A Barata" e "Liberdade de Expressão e Expressão de Liberdade". Lei de Direitos Autorais: 9610/98.
 On Line

Política de PrivacidadeFree counter users online