(16) 99248-0091

 

Apóie a continuidade deste trabalho, totalmente independente desde 1997. Saiba como participar clicando na imagem ao lado.

1958 1990 1997 1998 1999 2000 2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 2014 2015 2016 2017 2018

HISTÓRICO DAS DROGAS
THIAGO PORTO
1/1/2006
A ação das drogas sobre o organismo é estudada pela Farmacologia, ciência bastante antiga, que entre os primitivos se misturava com a magia. Conhecia-se a ação curativa ou anestésica de certos extratos vegetais e os alteradores da consciência tinham as vezes funções mágico-religiosas.

Há mais de 4000 anos a.C. os Sumerianos (atual Irã), utilizavam a papoula de ópio como a "planta da alegria", que traduzia o contato com os Deuses.

Há 500 anos a.C. o povo Cita (habitantes do Rio Danúbio / Rio Volga - Europa Oriental), queimavam a maconha (cânhamo) em pedras aquecidas e inalvam os vapores dentro de suas barracas ou tendas.

Na Antiguidade, o álcool ou mais comumente o vinho, era conhecido como a dádiva de todos os deuses, sendo Baco o Deus do Vinho.

Aproximadamente no ano de 1500, o Cactus Peyoteera utilizado em cerimônias religiosas (no descobrimento da América). O ópio foi por muito tempo cultivado livremente por camponeses, por volta do século XVI, como fonte de alívio de sua triste realidade sofredora. Na mesma época, os espanhóis utilizavam as drogas alucinógenas como uma forme de auto-castigo, pois para este povo, Droga significa "Demônios". Ainda no século XVI, junto com drogas realmente eficazes, como digitalina e beladona, os médicos receitavam pó de asa de morcego, ou pedras preciosas trituradas, que feriam a mucosa do intestino e devem ter matado muitos pacientes.

Nos séculos XVIII e XIX, a Farmacologia tornou-se mais científica, comprovando o efeito de vária drogas tradicionais como a cânfora, quina ou coca, e descartando as ineficazes. A descoberta de medicamentos naturais prosseguiu com os antibióticos, extraídos de fungos, e os tranqüilizantes, extraídos de plantas.

O ópio (morfina / anestésico) incentivado na guerra civil americana (1776) era utilizado para fornecer alívio à dolorosa vida dos soldados.

A primeira droga sintética utilizada pela medicina foi o hidrato de cloral, em 1869. A partir daí os remédios, antes extraídos de ervas pelo boticário, começaram a ser fabricados por grandes indústrias.

Em 1890, iniciou-se a livre comercialização de vinho, elaborado com extratos de coca e xaropes, com as mesmas composições.

Em 1914, deu-se a proibição da livre negociação, com isto iniciou-se o Mercado Negro - ilícito (EUA faturou cerca de 100 a 200 bilhões de dólares).

Por volta de 1920, os EUA instauraram a "LEI SECA" - Proibição do comércio de álcool - lei esta que prorrogou-se por 13 anos.

Durante a 2a Grande Guerra, receitas de anfetaminas (estimulantes) eram utilizadas para combater a fadiga. Barbitúricos / Hipnóticos teve seu auge em 1950 "VIVA MELHOR COM A QUÍMICA" (Lema utilizado pelos laboratórios). 1960 foi o auge do LSD (a era dos ácidos), muitos psiquiatras receitavam impiedosamente o consumo deste tipo de droga.

Em 1970 proliferação da cocaína e seus derivados, entre eles o "crack", e mais recentemente aparecendo o ecstasy, mais popular entre as classes média e alta.

A atuação desses medicamentos no organismo varia conforme o indivíduo e a dose aplicada. Uma substância capaz de livrar o homem de uma doença mortal pode tornar-se extremamente perigosa se o seu emprego for incorreto.

FACEBOOK ADDS

15/6/2010 - Alexandre Wildshark - Virada Cultural (São Paulo 15 e 16 de Maio de 2010, Mogi Guaçu 22 e 23 de Maio de 2010)
2/12/2009 - Alexandre Wildshark - Resenha do Show do VENOM em São Caetano.
3/11/2009 - Paulo Leminski - Rock and Roll
1/11/2009 - Barata Cichetto - WoodsTarkus
16/10/2009 - Duda - Momentos Extremos de Meu Encontro com Raul Seixas, o Eterno Amigo.
16/10/2009 - Duda - O Repórter Perguntou: “E o Que Você Prega?” E Raul Munido de Ironia Respondeu: “Pregos, e Muito Mal Pregados".
16/10/2009 - Duda - Meu Encontro Com Raul Seixas, Meu Livro Vivo
1/10/2009 - Kim Kehl - Liberdade Criativa
28/9/2009 - Raul Cichetto - Infecção Cadavérica
23/9/2009 - Mário Pacheco - Rock Malhado S.A.
10/9/2009 - Greta Garbo - E Se!
7/9/2009 - Luiz Carlos "Barata" Cichetto - Liberdade... Abre As...
14/11/2008 - Greta Garbo - Boca
11/11/2008 - Dum De Lucca - Jazz Rock, a Fusão Entre o Céu e o Paraíso.
5/11/2008 - Dódi Hernandes (D.H.) - Vôo da Chave Antenada
1/11/2008 - John Hemingway - Tradução: Lúcio Júnior - Em Solidariedade a Ronaldo e Hemingway
1/11/2008 - Rodrigo Oliveira - Espantalhos, Pedras e Poemas
22/10/2008 - Dum De Lucca - "CSNY, Déja Vu”, do Genial Neil Young, no Festival de Cinema de São Paulo
21/10/2008 - Alexandre Wildshark - 14 de Maio de 2008, o Dia Que a Guitarra Brasileira se Calou! Um Tributo ao Mestre Wander Taffo
20/10/2008 - Wagner R. - A Fome
18/10/2008 - Antônio Celso Barbieri - Entrevista Rejeitada de Celso Barbieri
15/10/2008 - Belvedere Bruno - Enclausurada
13/10/2008 - Wagner R. - Um Bate-Papo Com Integrantes do Grupo 'Tântalus Cantantes"
30/7/2008 - Felipe Cerquize - Jogos da Vida
6/5/2008 - Mário Pacheco - Cu
5/5/2008 - Antônio Celso Barbieri - Rock Fantasma
25/4/2008 - Fernando Barreto - Rock And Roll Hates Me
20/4/2008 - Dum De Lucca - Tríade da Música Perfeita: Democracia, Diversidade e Informação
14/4/2008 - Wagner R. - Música, Por Favor... Quero Cantar...
25/11/2007 - Lúcio Emílio do Espírito Santo Júnior - A Nova Onda (Parte 2)
25/11/2007 - Lúcio Emílio do Espírito Santo Júnior - A Nova Onda (Parte 1)
11/11/2007 - Belvedere Bruno - Ponto Final
5/10/2007 - Adriano Coelho - Os 35 Anos da Led Slay
25/9/2007 - Adriano Coelho - Os 73 Anos da Maior Musa do Cinema
13/9/2007 - Antônio Celso Barbieri - Homosinteses
5/9/2007 - Lúcio Emílio do Espírito Santo Júnior - Syd Barrett: O Elefante Efervescente Não Está na Praça da Apoteose
5/4/2007 - Chico Boy - Parabéns Barata !!!
2/4/2007 - Lazara Luzia - Repulsa
27/3/2007 - Lazara Luzia - G
12/3/2007 - André Mainardi - Edu Viola
28/2/2007 - André Mainardi - High Tide Reportagem publicada na Revista Só! Número Hum, Setembro de 2006)
13/2/2007 - Astribaldo - Astribólicas
24/11/2006 - Fabiano Gozzo - Troca-Troca
13/10/2006 - Sr. Arcano - Manifesto Soturno
1/1/2006 - Silas Corrêa Leite - Teen, Família e Sociedade
1/1/2006 - Fabio G. Carvalho - Que Droga de Religião?
1/1/2006 - Thiago Porto - Tipos de Drogas e Sua Aparência 
1/1/2006 - Thiago Porto - Histórico das Drogas
1/1/2006 - Luiz Carlos Maciel - O Fracasso da Contracultura
1/1/2006 - Luiz Cezar Pimentel - Sobre Drogas e Vício
> LEIA OUTROS TEXTOS >


(16) 99248-0091

A Barata - O Site

A Barata Ao Vivo

Amigos & Livros

A Arca do Barata

Arquivos Abertos

Artesanato

As Faces d'O Corvo
Augusto dos Anjos

Ataraxia

Barata Cichetto, Quem É?

Barata Rocker

Biografi'As Baratas

Camisetas

Cinematec'A Barata

Coletâneas de Rock

Colunas Antigas
Conte Comigo, Conte Pra Mim
Contos d'A Barata
Convergências
Crom

Crônic'As Baratas

De Poeta a Poeta

Depoimentos

Des-Aforismos Poéticos Baratianos

Discoteca d'A Barata

Download Free

Ensaios Musicais

Entrevist'As Baratas

Eventos

Facebookianas
Fal'A Barata!
Fotos
Gatos & Alfaces
Kakerlak Doppelgänger
Livrari'A Barata
Livros
Madame X
Memória A Barata
Micrônic'As Baratas

Na Mídia

O Anjo Venusanal
Pinturas
Pi Ao Quadrado

Poesi'a Barata

Ponto de Fuga
Pornomatopéias
PQP - Puta Que Pariu
Prefácios & Editoriais
Projeto Sangue de Barata
Psychotic Eyes
Renato Pop
Resenhas

Retratos e Caricaturas

Revist'A Barata Digital

Revist'A Barata

Seren Goch: 2332

Sub-Versões

Tublues

Versus

Videos

Vitória

Webradio

Todos os textos, exceto quando indicados, são de autoria de Luiz Carlos Giraçol Cichetto, nome literário Barata Cichetto, e foram registrados na Fundação Biblioteca Nacional. Não é permitida a publicação em nenhum meio de comunicação sem a prévia autorização do autor, bem como o uso das marcas "A Barata" e "Liberdade de Expressão e Expressão de Liberdade". Lei de Direitos Autorais: 9610/98.
 On Line

Política de PrivacidadeFree counter users online