Todos os textos, exceto quando indicados, são de autoria de Luiz Carlos "Barata" Cichetto e registrados na Fundação Biblioteca Nacional. Não é permitida a publicação em nenhum meio de comunicação sem a prévia autorização do autor. Bem como o uso das marcas "A Barata" e "Liberdade de Expressão e Expressão de Liberdade".

 

Patrulha do Espaço - Tour Saideira 2007/2008 - Dia 1
................................................................................................................................................................................................................
Patrulha do Espaço
22/9/2007 - Centro Cultural São Paulo - Sala Adoniram Barbosa
Luiz Carlos "Barata" Cichetto
barata.cichetto@gmail.com

"Já faz muito tempo que estou nesta estrada / Mas não pense amigo / Que eu não aprendi nada..." - Esta música ("Rolê da Estrada") que embora não faça parte do atual Set List da banda, ilustra com perfeição o atual momento e particularmente estes dois shows da Patrulha, num final de semana de início de Primavera de 2007.

Dias antes, 17 de Setembro exatamente, a Patrulha do Espaço comemorara oficial seus 30 anos de existência. Desde aquele primeiro show no 1º Concerto Latino Americano de Rock, num Ginásio do Ibirapuera lotado quando a banda ainda era comandada por Arnaldo Baptista, até agora, foram milhares de apresentações em dezenas e dezenas de cidades brasileiras.

O sábado prometia e era o dia perfeito para o primeiro dia da Festa DE Rock da Patrulha. O comandante Rolando Castelo Júnior então aciona o comando e a nave decola. Ao seu lado, co-pilotos com milhares de horas de vôo à bordo desta e de outras naves. René Seabra no Baixo, Marcelo Schevano na Guitarra e o lendário Percy Weiss na Voz.

O calor é absurdo em São Paulo. Mas o clima dentro do Centro Cultural São Paulo prometia ferver mais ainda. A apresentação começa com Marcelo Schevano nos vocais, hoje muito mais "raivosos" que antes. Homem Carbono abre a seleção, depois uma retomada de uma música antiga que retorna ao Set List: Deus Devorador. Em seguida, São Paulo City, uma ode a cidade de São Paulo, cantada com uma garra feroz por Mr. Schevano.

No momento seguinte, sobe ao palco do CCSP o lendário Percy Weiss e interpreta a estradeira "Vou Rolar". Estou ao lado do Gustavo, do Homem Com Asas de São Carlos, antigo amigo de A Barata e da Patrulha que vibra com os versos de "...Estou indo pra Sanca e Rio Preto... Cidades mágicas..." (Sanca pra quem não sabe é o apelido de São Carlos, realmente uma cidade mágica).

Festa do Rock é uma daquelas músicas que uma banda não pode deixar de tocar em um show. E no caso dela, especialmente pois se tornou um hino não apenas da Patrulha, como do Rock em geral. E é nela que Percy solta sua voz de lixa e veludo... "Bem depois da meia noite, vou sair te procurar... Será uma festa muito louca / De sonho eterno de Rock'n'Roll... Entre amigos você vai estar..." É, entre amigos eu estou. E minhas pernas não param de mexer. Sou um dos poucos a permanecer em pé o tempo todo do Show... Esse negócio de assistir Show de Rock sentado em cadeirinhas é foda!

Nesse momento, Gustavo é chamado ao palco e juntamente com Percy detonam em "Não Tenha Medo", outro clássico da banda. Bem perto do palco, a Musa do Rock Paulistano, Rê Joplin sorri... Um aceno de mão e "Não tenha medo / eu quero transar com você..." ecoa pelos alto falantes bem ao meu lado... O coração está totalmente acelerado e minha guitarra invisível e meu backing vocal solitário fazem parte de um show particular.

Gus continua no palco e entoa os versos poéticos de "Ser" "...Formaremos um só ser..." O timbre mais agudo da voz dele cai perfeitamente com a música. E o "Mark Farner Brasileiro" é uma figuraça. "Cão Vadio" é outra do repertório antigo que foi, digamos, redescoberta. "Bomba", uma justa homenagem ao grande baixista Sérgio Santana segue-se após um comentário de Percy sobre a política suja brasileira. "As vezes eu penso, só uma bomba pode mesmo acabar, com todo esse lixo...A Terra já está fedendo..."

No meio da platéia e circulando atrás do palco, a gente pode perceber uma galera de peso, nossos" brothers Rock'n'Roll", como cantou o Marcelo em "Homem Carbono". Xande, Paulão Thomaz e Ricardo Soneca do Baranga, por exemplo. E é a eles e outros, músicos que é dedicada a próxima música: "Depois das 11". "Vê se não some, aparece lá em casa, que depois das 11, eu estou sempre lá...." Não dá pra não ser, não dá pra não ficar... arrepiado....! E é ela, a própria, uma das músicas da Patrulha que mais gosto. É uma das baladas mais tesudas e gostosas e ninguém a entoa com tanto sentimento como Percy. "Caminhando pelas ruas da cidade... Me deu a mão... Fiquei arrepiado..." . Não dá pra não se arrepiar com a música e com a voz do Mestre Percy nessa música.

Em seguida Ricardo Soneca e Xande da Baranga sobem ao palco dando continuidade a festa de amigos. A música é também do antigo repertório, composta por Walter Baillot, que também fez parte da lendária banda paulistana Joelho de Porco. Estão ali ao menos duas gerações de Rockeiros brasileiros. Xande e Percy dividem as vozes, os Schevano brothers juntos é coisa fina... Xande tem voz de bluseiro... Tudo perfeito.

O primeiro dia da Festa do Rock, de trinta nos de vôo de uma das naves mais poderosas da Frota Estelar Rock'n'Roll está chegando ao fim... Ao menos no palco... "Olho Animal" é outro entre os muitos temas clássicos da Patrulha que não pode ficar de fora de nenhum show. Outra interpretação magistral de Percy, com direito a um solo de guitarra de Marcelo que demonstra porque é considerado unanimente um dos maiores guitarristas da atualidade.

"Eu só queria tocar numa banda de Rock Metal... O sistema te põe contra a parede, televisão na sua mente. O seu futuro já foi programado, você é um número e foi escalado...Só que eu não sou Robot..." Essa, com certeza, é a minha preferida da banda. É pauleira pura, quase metal. A composição era originamente instrumental, "Riff", de um dos maiores guitarristas das Américas, o grande Pappo e posteriormente a letra foi escrita também pelo genial Sérgio Santana. A apoteose, como sempre acontece, é com "Colúmbia", onde Gustavo volta ao palco e canta com Percy. "Ele subiu aos céus, e voou. É o maior dos pássaros, Columbia..." A banda deixa então o palco e retorna em seguida para um bis de mais duas músicas.

Oficialmente o primeiro dia da Festa de Aniversário de 30 Anos da Patrulha do Espaço está encerrado, mas no camarim do Centro Cultural ela continua, com a visita de grandes e queridos amigos, uma família com sobrenome Rock'n'Roll. Ali aparecem Nelson Brito e Paula, Gustavo Arruda e Ana, Paulo Thomaz, Ricardo Soneca, Xande, Fabrizio Michelloni do Carro Bomba, Amadeu, Rê Joplin e a turma da organização do Rock na Net, os dois Marcelos e Cayto. E como cantaram Os Mutantes há muito tempo atrás: "Posso perder minha familia, meu carro, desde que eu tenha o Rock'n'Roll...". Até amanhã, com a segunda parte da Festa do Rock.

Set List:

Homem Carbono (Schevano)
Deus Devorador
São Paulo City
Vou Rolar (Percy)
Festa do Rock
Não Tenha Medo (Gus e Percy)
Ser (Gus)
Cão Vadio
Bomba
Depois das 11
Arrepiado
Meus 26 Anos (Percy com Soneca (Baixo) e Xande
Olho Animal
Robot
Columbia (Percy e Gus)

Bis: Deus Devorador.
Fotografia: Ludmila Fernandes
Registro no E.D.A. da F.B.N. : 513.861 - Livro 974 - Folha 209
Festão do Baraldão
--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Rei Lagarto, Carro Bomba e King Bird
--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Patrulha do Espaço - Tour Saideira 2007/2008 - Dia 2
--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Patrulha do Espaço - Tour Saideira 2007/2008 - Dia 1
--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Percy's Band
--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Poeira Zine Fest III
--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
2º. Fest'A Barata - Rock é Atitude! (2)
--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Patrulha do Espaço
--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
1ª. Fest'A Barata - Rock é Atitude!
--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Arca do Barata
Contos d'A Barata
Crônic'As Baratas
Entrevist'As Baratas
Fal'A Barata!
Resenhas de Filmes
Resenhas de Livros
Micrônic'As Baratas
Camisetas
Livros
Revist'A Barata
Revistas Impressas
Artesanato
O Anjo Venusanal
Ponto de Fuga
Convergências
?/span>pera Rock Vitória
PQP - Puta Que Pariu
Webradio
Sub-Versões
Videos
A Barata Ao Vivo
Biografi'As Baratas
Discoteca d'A Barata
Ensaios Musicais
1a. Coletâne'A Barata
2a. Coletâne'A Barata
Festival Música Independente
A Barata - O Site
Fest'As Baratas
A Barata na Midia
Barata Cichetto, Quem ?
Depoimentos
Amigos & Parceiros
Fotos
Arquíloco (1981)
Sangue de Barata
Impessoal e Transferível
1958
A Verdadeira História da Betty Boop
Emoções Baratas
O Olhar Gótico da Morte Dentro da Cibernética Taverna
O Câncer, O Leão e O Escorpião
O Cu de Vênus
O Êxtase
Poemas Perdidos

---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

 

 On Line:  148