Todos os textos, exceto quando indicados, são de autoria de Luiz Carlos "Barata" Cichetto e registrados na Fundação Biblioteca Nacional. Não é permitida a publicação em nenhum meio de comunicação sem a prévia autorização do autor. Bem como o uso das marcas "A Barata" e "Liberdade de Expressão e Expressão de Liberdade".

 

Grand Funk
..............................................................................................................................................................................
Luiz Carlos "Barata" Cichetto
barata.cichetto@gmail.com
Banda fundada em 1967 em Michigan, EUA inicialmente com o nome de "Terry Knight And The Pack", por Knight, Don Drewer, bateria e Mark Farner, guitarra. Em março de 69, com Mel Schacher no baixo em lugar de Terry, que passa apenas a ser o empresário, a banda muda o nome para Grand Funk Railroald, em homenagem a uma famosa estrada de ferro da região.

Em Julho desse, em Atlanta Pop, em um festival que reuniu 180.000 pessoas e juntou feras como Led Zeppelin, Janis Joplin e Johnny Winter, o GFR fez sua avassaladora estréia no mundo do Rock, sendo que no último dia do Festival, a banda foi alçada a condição de "headliner". Um mês depois a banda lança seu primeiro disco, "On Time", que rapidamente se tornou sucesso nacional americano. Isso fez com que a banda se lançasse numa histórica turnê, em alguns casos roubando a cena de bandas poderosas como o Led Zeppelin, em shows cheios de raça, peso e energia.

Poucos meses depois é lançado o segundo disco "Grand Funk", absurdamente pesado que até hoje é considerado um dos melhores trabalhos da banda. Junho de 70 e o Grand Funk lança "Closer To Home", que vai direto ao 6º. lugar da parada americana, numa mudança temática, tanto musical quanto nas letras. Nesse mesmo ano, o primeiro álbum ao vivo, intitulado "Live Album" que ganha Disco de Ouro e depois Duplo de Platina.

"Survival", uma autêntica obra-prima do Rock, é lançado em abril de 71, que trás uma definitiva versão de "Gimme Shelter" dos Stones. Uma nova turnê e o GFR toca em Londres para uma platéia de 100.000 pessoas. Em novembro de 71, uma nova surpresa, a começar pela capa criativa em forma de moeda: "Et Pluribus Funk". Musicalmente, um os primeiros grupos a usar arranjos sinfônicos em arranjos.


 Nesta época, começam algumas desavenças, principalmente com relação ao empresário, Terry Knight e a entrada de um tecladista, Graig Frost, reflete negativamente no próximo álbum da banda "Phoenix", lançado em 72 e que é um tanto arrastado. O nome da banda é abreviado para apenas "Grand Funk".

Entretanto, em 1973, as coisas começam a melhorar e em julho é lançado "Were An American Band", trazendo o 2º. lugar na parada e o maior hit da banda até então. Em 74, mais um álbum, também com inovações no visual e uma produção caprichada de Tod Rundgreen, que também produzira o anterior: "Shinin' On" e mais um primeiro lugar na parada: "The Locomotion". Mais uma turnê e mais um disco ao vivo: "Caught In The Act".

1974: "All The Girls In The World Beware...", um disco totalmente comercial, sem o mesmo peso anterior e mais prêmios; e dois anos depois, o que é considerado o pior trabalho do Grand Funk: "Born to Die". Nesse mesmo ano de 76, o genial Frank Zappa produz "Good Singin' Playin", tentando dar uma maior credibilidade a banda. O resultado comercial é horroroso e a banda decide acabar.

Entretanto em 81, com Dennis Bellinger no lugar de Mel no baixo, o Grand Funk retorna aos trilhos e depois de uma extensa turnê o resultado é mais um ao vivo:"Grand Funk Lives". Pouco tempo depois, em 83 a banda lança "What's Funk", algo que soa no mínimo estranho aos antigos fãs, com bateria eletrônica e outras bizarrices. A Warner despede a banda que desta feita acaba se dissolve.

Com inúmeros problemas particulares que afligem seus músicos, o Grand Funk parece mesmo ter chagado ao final com Mark Farner tornando-se Pastor Evangélico. Mas ainda não era desta vez: em 1996 o Grand Funk retorna á estrada com sua formação clássica original: Mark, Don e Mel, para um show beneficente aos desamparados da Bósnia, que gera mais um petardo ao vivo: "Bósnia".

Em 99, um Box luxuoso com o nome de "30 Years of Funk", com muito material inédito e todos os hits da banda remasterizados.

Atualmente o Grand Funk ainda excursiona, sem entretanto a figura de Mark Farner, mas o que esta banda representou e representa dentro do contexto do Rock é inegável. Seu papel foi decisivo para a formação de inúmeras outras e o Grand Funk merece figurar em lugar de honra no Panteão do Rock.

::: Site Oficial: http://www.grandfunkrailroad.com 
Registro no E.D.A. da F.B.N. : 513.861 - Livro 974 - Folha 209
Grand Funk
-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Itamar Assunção
-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Norman Bates
-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Patrulha do Espaço
-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Percy Weiss
-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Stress
-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Xando Zupo
-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Arca do Barata
Contos d'A Barata
Crônic'As Baratas
Entrevist'As Baratas
Fal'A Barata!
Resenhas de Filmes
Resenhas de Livros
Micrônic'As Baratas
Camisetas
Livros
Revist'A Barata
Revistas Impressas
Artesanato
O Anjo Venusanal
Ponto de Fuga
Convergências
Ópera Rock Vitória
PQP - Puta Que Pariu
Webradio
Sub-Versões
Videos
A Barata Ao Vivo
Biografi'As Baratas
Discoteca d'A Barata
Ensaios Musicais
1a. Coletâne'A Barata
2a. Coletâne'A Barata
Festival Música Independente
A Barata - O Site
Fest'As Baratas
A Barata na Midia
Barata Cichetto, Quem É?
Depoimentos
Amigos & Parceiros
Fotos
Arquíloco (1981)
Sangue de Barata
Impessoal e Transferível
1958
A Verdadeira História da Betty Boop
Emoções Baratas
O Olhar Gótico da Morte Dentro da Cibernética Taverna
O Câncer, O Leão e O Escorpião
O Cu de Vênus
O Êxtase
Poemas Perdidos

---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

 

 On Line:  45