Belchior, Alucine-se!
Diário de Bordo, Data Estelar: 01 de Dezembro de 2002
Diário de Bordo, Data Estelar: 06 de Dezembro de 2002
Diário de Bordo, Data Estelar: 07 de Dezembro de 2002
Diário de Bordo, Data Estelar: 09 de Novembro de 2002
Diário de Bordo, Data Estelar: 14 de Dezembro de 2002
Diário de Bordo, Data Estelar: 14 de Novembro de 2002
Diário de Bordo, Data Estelar: 15 de Novembro de 2002
Diário de Bordo, Data Estelar: 16 de Novembro de 2002
Diário de Bordo, Data Estelar: 20 de Julho de 2003
Diário de Bordo, Data Estelar: 21 de Novembro de 2002
Diário de Bordo, Data Estelar: 22 de Novembro de 2002
Diário de Bordo, Data Estelar: 23 de Maio de 2003
Diário de Bordo, Data Estelar: 23 de Novembro de 2002
Diário de Bordo, Data Estelar: 24 de Maio de 2003
Diário de Bordo, Data Estelar: 29 de Março de 2003
Diário de Bordo, Data Estelar: 29 de Novembro de 2002
Diário de Bordo, Data Estelar: 30 de Novembro de 2003
Diário de Bordo, Data Estelar: 31 de Março de 1979
Diário de Bordo, Data Estelar; 28 de Março de 2003
Garotas Com Camisetas do Slade
Janis, Uma Deusa
O Garoto
O Sonho Acabou de Ser Assassinado
Pancreatite, Cachaça e Solidão
Raul Seixas, 10 Anos
Raul Seixas, Um Mestre
Titãs, Uma Fábrica de Som
Tublues, ou o Sonho Não Acabou!
Um Iron Maiden Que Não é o Iron Maiden???? Em 1965
Um Kaleidoscópio Sonoro
Um Velho Disco de Vinil

+ A Barata Ao Vivo + Biografi'As Baratas + Discoteca d'A Barata + Ensaios Musicais + Coletâneas de Rock +

 

Diário de Bordo, Data Estelar: 21 de Novembro de 2002
..............................................................................................................................................................................
Luiz Carlos "Barata" Cichetto
barata.cichetto@gmail.com
Quarta-feira, 20 de novembro. saímos de Sampa por volta das 23:30 em direção á cidade de São José do Rio Preto. A previsão era de cerca de seis horas e pouco de viagem. A estrada, Anhanguera é um tapete, embora seja irritante a quantidade de pedágios que temos que pagar até chegar a cidade.
O "Azulão" cortou os mais de 450 quilômetros tranqüilo nas mãos do "Alemão" e chegamos á cidade junto com o sol. No ponto marcado, Juninho, velho amigo da Patrulha nos esperava junto com Cristiano, da rádio comunitária local, que era quem estava promovendo o "show". 
Depois de um pequeno descanso no Hotel, fomos conhecer o bar que é novo, pouco mais de três semanas e que teve na última o Velhas Virgens e na próxima terá o Shaman. Um aconchegante mini-centro cultural, o bar, de nome Cultural Bar, tem apenas um problema, ao menos pra galera que tem que carregar os equipamentos: fica no terceiro andar.
Montados os equipamentos a banda foi passar o som, enquanto eu conversava com Rodrigo, dono do bar, e sua simpática namorada, Luciana. Eles falam sobre sua proposta para o local, contam as histórias do tradicional prédio no centro da cidade. Tudo pronto. Retornamos ao hotel e depois de poucas horas de merecido descanso retornamos ao Bar.
O DJ Buba, velho rockeiro da cidade manda o som. A abertura do show fica por conta da competente banda Hare, tendo o citado Juninho na batera, Renato na guitarra e Fabinho no baixo. Alguns covers e músicas próprias da banda, numa apresentação muito competente e profissional.
Por volta da uma da manhã, a Patrulha entra no palco. As mesas estão cheias, a galera começa a se aproximar do palco e "Não Tenha Medo", como sempre, abre a apresentação. O calor na cidade, que já é intenso e aumenta substancialmente quando a banda detona porradas sonoras como "Festa do Rock", "Bomba" e "Robot". Alta temperatura, alta-tensão. Eletricidade no ar. Uma garota de cabelos vermelhos e óculos de aros pretos, na frente do palco, agita o tempo todo. O show termina com "Columbia" e depois de bebericarmos algo, começamos a maratona de desmontar a aparelhagem e carregar pro Azulão, que nos espera na praça. Dentro de poucas horas ele irá nos levar para mais uma etapa. Nosso próximo destino: Catanduva, cerca de 50 quilômetros. 
Registro no E.D.A. da F.B.N. : 513.861 - Livro 974 - Folha 209

(11) 96358-9727

A Barata - O Site-+
Fest'As Baratas
A Barata na Mídia
Barata Cichetto, Quem É?
Depoimentos
Fotos
Poemas Por Título
Por Livro
Por Data
Com Áudio
Musicados
Com Vídeo
Livros Impressos
Artesanato
Camisetas
Convergências
PQP - Puta Que Pariu
Pinturas
Sub-Versões
Videos
Webradio
A Barata Ao Vivo
Biografi'As Baratas
Discoteca d'A Barata
Ensaios Musicais
Coletâneas de Rock
Gatos & Alfaces
Pi Ao Quadrado
Revist'A Barata
Revist'A Barata Digital
Versus
Arca do Barata
Contos d'A Barata
Crônic'As Baratas
Entrevist'As Baratas
Fal'A Barata!
Micrônic'As Baratas
Resenhas de Filmes
Resenhas de Livros
Ataraxia
Crom
Kakerlak Doppelgänger
Madame X
O Anjo Venusanal
Ponto de Fuga
Pornomatopéias
Projeto Sangue de Barata
Psychotic Eyes
Renato Pop
Seren Goch: 2332
Tublues
Vitória
Camisetas
Livros
Pinturas

Todos os textos, exceto quando indicados, são de autoria de Luiz Carlos "Barata" Cichetto e registrados na Fundação Biblioteca Nacional. Não é permitida a publicação em nenhum meio de comunicação sem a prévia autorização do autor. Bem como o uso das marcas "A Barata" e "Liberdade de Expressão e Expressão de Liberdade".

 On Line:  192