Todos os textos, exceto quando indicados, são de autoria de Luiz Carlos "Barata" Cichetto e registrados na Fundação Biblioteca Nacional. Não é permitida a publicação em nenhum meio de comunicação sem a prévia autorização do autor. Bem como o uso das marcas "A Barata" e "Liberdade de Expressão e Expressão de Liberdade".

Poemas Por Título Por Livro Por Data Com Áudio Com Vídeo Poesias Musicadas Livros Impressos Mapa de imagens. Clique em cada um dos círculos.


Clique Sobre a Inicial do Título da Poesia

Ela, A Morte

Ela, A Morte
................................................................................................................................................................................................................
Luiz Carlos "Barata" Cichetto
barata.cichetto@gmail.com
1958
......................................................................................................................................................................................................................................................
1 - Ela, A Morte Aparece

A Morte apareceu a mim ontem à noite em meu banheiro
Eu pelado, sentado, cagando e pensando em ter dinheiro
A parede branca, meu cinema, exibindo uma buceta
E eu ali, sentado e pelado e ensaiando uma punheta.

Antes de nada, preciso esclarecer ao leitor menos atento
Que ela não tinha foice, sequer usava um manto grudento
E que seu rosto não era de um esqueleto e não tinha patas
Uma mulher não uma daquelas criaturas caçadas nas matas.

Não era alta, entretanto, tinha pouco mais de metro e meio
E mantinha sempre uma de suas mãos apoiada sobre o seio
Sobre o corpo nem magro nem gordo um quase sensual traje
Sensual, mas nada que difame sua moral, nada que a ultraje.

Ela, A Morte, mostrou a mim o seu rosto
Faces rosadas, lábios pintados com gosto
Olhos tingidos de cintilantes sombras negras
Parecendo deusa ou daquelas putas gregas.

Seus olhos eram de puro mel e os seios redondos e enormes
Que pareciam saídos daqueles sonhos eróticos quando dormes
Tinha braços curtos, ombros estreitos, cabelos lisos, macios e louros
Certamente caso não fosse Ela, A Morte, seria a Rainha dos Mouros.

Também pude notar sua bunda, redonda feito planeta deserto
Que deseja ser explorado por qualquer astronauta mais esperto.
E podia perceber debaixo do traje a marca escura de pelos pubianos
Que poderia enlouquecer a padres, ateus e até a monges claretianos.


2 - Ela, A Morte Conversa

"O que desejas de mim?" - Perguntei sabendo a resposta de antemão
"Não desejas tanto a mim?" - Escutei dela, retirando do seio sua mão.
"Sim!" - Respondi, imaginando que minha resposta iria gerar polêmica
"Sou A Morte, Poeta!. Não sou apenas uma ótima teoria acadêmica".

"És real, eu sei! Nunca a imaginei uma mulher tão linda" balbuciei
"Mas eu não sou linda, lindas são as palavras que lhe pronunciei."
E ela parecia decidida a ter a mim. "Eu o fiz me desejar!" - Ela falou.
"Agora estou aqui. Sou sua!" - E depois disso, ela apenas se calou.

"Serias capaz de matar alguém?" - Perguntei sorrateiro á ela
"Sou A Morte, meu querido amado. Não apenas uma cadela!"
"Serias capaz de me desejar do jeito tal que eu sempre a desejei?"
"Sim, mas acontece que sou virgem, nenhum homem ainda beijei."

"Virgem?" - Perguntei a Ela, A Morte, em tom de piada sem graça
"Virgem! Pois não quero a mim a Verdade, não desejo a desgraça!"
"Verdade, sinônimo de Desgraça? Agora estás sendo comigo sarcástica."
"Vaiade, meu querido. Falo de Vaidade que gera a guerra e a suástica."

"Estás louca, querida Morte? Porque falas de coisas tão diferentes agora?"
"Estou louca? Não! Apenas loucos são aqueles que tem a mim por senhora."
"E porque não teriam? Quando A Outra parece não ter sentido e nem glória?!"
"É, mas a glória está em terminar o que se começa, essa a moral da história."

"Mas, deixemos de prosa. Estás aqui para me carregar ao céu ou ao inferno?"
"Nem a um nem ao outro, pois que sabes que não há Deus nem há o eterno."
"Por que então, oh amada sem piedade, apareces a mim inteira e quase nua?”
"Para que saibas que sou, entre tantas outras putas, aquela que será só sua!"


3 - Ela, A Morte Goza

Neste momento, sem pestanejar, rápida quanto ela mesma apenas poderia ser
Ela, A Morte, agarra e começa a chupar meu pinto que não demora a crescer
Arranco seu traje cristalino e enfio meus dedos no clitóris de sua vagina melada
Em poucos momentos, Ela, A Morte, está em minha frente totalmente pelada.

Ela, A Morte, começa a gemer, minhas mãos percorrem sua bunda lisa e macia
Feito uma cobra ela se debate, se mexe tanto que quase me derruba da bacia
Abarco seus peitos com minha boca sedenta, chupo seus bicos duros de desejo
E não poderia deixar de enfiar um dedo em seu cu, jamais perderia esse ensejo.

Parece querer mais e mais e feito uma cadela, Ela, A Morte, chega mesmo a latir
Com lábios quentes feito o inferno chupa meu pinto que parece irá ao meio partir
Beijo seu rosto, mordo sua nuca, abraço seu quadril, parecemos duas serpentes
Não resistindo a tanto tesão, aperto sua bunda e nas costas lhe cravo os dentes.

Então, Ela, A Morte, deixa de chupar e solta um berro que parece uma explosão
Sangue escorre de suas costas, mas ela grita não de dor, grita apenas de tesão
Apanhando e chupando meu pau com tanta força que parece o querer decepar
Suas mãos percorrem todo o meu corpo e Ela, A Morte, não pára de me chupar.

Não podemos mais agüentar e eu retiro sua cabeça a contragosto do meu pinto
Seguro Ela, A Morte, pelos braços. E quanto mais a desejo mais desejo eu sinto
Abro suas pernas e a coloco sentada em meu colo, ajeitando sua melada gruta
Empurro seu corpo e toda aquela buceta é penetrada enfim: "Fode, minha puta!"

Ela, A Morte, sobe e desce, desce e sobe e meu cacete lhe penetra por inteiro
E naquele instante não penso em nada pois ali estão todas as putas do puteiro
Em apenas uma todas, não desejo outra e estamos bem próximos á verdade
E o gozo chega. E ao chegar nos carrega a ambos ao gozo real da eternidade.


4 - Ela, A Morte Morre

Quando acordo tenho sobre mim aquela mulher inerte e pálida
Parece morta Ela, A Morte e procuro um sinal, respiração cálida
Mas não há mais vida e estou certo agora que A Morte, Ela, é quem está morta
E não há nada o que eu possa fazer a não ser sair do banheiro e trancar a porta.
14/11/2006
---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

-

-

Registro no E.D.A. da F.B.N. : 505.851 - Livro 958 - Folha 97
1 - "Leve Um Homem Ao Matadouro..." 11/2/2002 Impessoal e Transferível
---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
1958 25/6/2004 1958
---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
2 - "...O Que Berrar na Hora da Faca é o Homem..." 11/2/2002 Impessoal e Transferível
---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
3 - "...Mesmo Que Seja o Boi!" 11/2/2002 Impessoal e Transferível
---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
A Aranha (Trecho) 1/1/1980 Arquíloco
---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
A Artesã e O Poeta 11/9/2008 O Olhar Gótico da Morte Dentro da Cibernética Taverna
---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
A Barca da Esperança 19/9/2006 1958
---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
À Beira da Morte 11/11/2006 1958
---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
A Bunda da Minha Amada 1/3/1998 Sangue de Barata
---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
A Carta e a Chuva 28/6/2008 O Olhar Gótico da Morte Dentro da Cibernética Taverna
---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
A Carteira e o Poeta 4/1/2006 1958
---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
A César o Que é de César e a Augusto o Que é dos Anjos 17/11/2009 O Cu de Vênus
---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
A Ciência da Poesia 5/12/2009 O Cu de Vênus
---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
A Doença Que Eu Tanto Amo 5/12/2005 A Verdadeira História da Betty Boop
---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
A Dor Suprema 19/9/2006 1958
---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
A Felicidade da Dor 17/12/2009 O Cu de Vênus
---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
A Herança dos Sonhos 26/9/2008 Emoções Baratas
---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
A Humanidade é a Merda da Terra 8/11/2006 1958
---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
A Importância da Merda e a Merda da Importãncia (Porque Nenhuma Merda no Mundo é Mais Suja Que Seu Nome) 12/10/2002 Sangue de Barata
---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
A Ira dos Anjos 26/8/2009 O Câncer, O Leão e o Escorpião
---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
A Ira e a Lira dos Demônios e dos Deuses Sem Gozo 25/8/2009 O Câncer, O Leão e o Escorpião
---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
A Mais Bela das Histórias de Amor Sobre a Terra. 7/7/2008 O Olhar Gótico da Morte Dentro da Cibernética Taverna
---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
A Maldição da Barata Branca 24/10/2008 Emoções Baratas
---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
A Mendiga 8/2/2007 Emoções Baratas
---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
A Morte da Morte 1/8/2001 Sangue de Barata
---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
A Morte da Saudade 20/9/2009 O Câncer, O Leão e o Escorpião
---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
A Música da Letra 15/10/2006 1958
---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
A Noite da Última Sorte 3/12/2002 Sangue de Barata
---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
A Noite dos Desesperados 20/9/2004 A Verdadeira História da Betty Boop
---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
A Paciência dos Anjos e As Flores da Macedônia 21/9/2009 O Câncer, O Leão e o Escorpião
---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
A Poesia Que Eu Preciso 31/1/2010 Êxtase
---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
A Prisão da Liberdade 15/11/2009 O Cu de Vênus
---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
A Professora e A Barata 1/11/2008 Emoções Baratas
---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
A Santidade da Vida 11/2/2007 Emoções Baratas
---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
A Serpente e A Raposa 11/12/2005 Poemas Perdidos
---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
A Solidão e A Esperança 3/9/2006 1958
---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
A Solução da Corda 9/10/2009 O Câncer, O Leão e o Escorpião
---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
À Sulamita 30/7/2000 Sangue de Barata
---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
A Toalha e a Mesa 21/4/2008 O Olhar Gótico da Morte Dentro da Cibernética Taverna
---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
A Verdadeira História da Betty Boop 28/4/2005 A Verdadeira História da Betty Boop
---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Aborto 11/11/2009 O Cu de Vênus
---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Acaso Eu Morra Amanhã 9/1/2006 1958
---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Achados e Perdidos 27/5/2008 O Olhar Gótico da Morte Dentro da Cibernética Taverna
---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Ácida Cida 1/10/2000 Sangue de Barata
---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Acordar Tarde 25/1/2008 Emoções Baratas
---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Açougue 12/11/2006 1958
---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Acreditar é Minha Religião 7/4/2010 Êxtase
---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Adeus; A Deus; Ah, Deus, Betty! 24/11/2004 A Verdadeira História da Betty Boop
---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Adoniran, Frederico, Eu e... Minha Mãe 5/11/2006 1958
---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Alianças Partidas, Dores Paridas 11/9/2009 O Câncer, O Leão e o Escorpião
---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Arca do Barata
Contos d'A Barata
Crônic'As Baratas
Entrevist'As Baratas
Fal'A Barata!
Resenhas de Filmes
Resenhas de Livros
Micrônic'As Baratas
Camisetas
Livros
Revist'A Barata
Revistas Impressas
Artesanato
O Anjo Venusanal
Ponto de Fuga
Convergências
Ópera Rock Vitória
PQP - Puta Que Pariu
Webradio
Sub-Versões
Videos
A Barata Ao Vivo
Biografi'As Baratas
Discoteca d'A Barata
Ensaios Musicais
1a. Coletâne'A Barata
2a. Coletâne'A Barata
Festival Música Independente
A Barata - O Site
Fest'As Baratas
A Barata na Midia
Barata Cichetto, Quem É?
Depoimentos
Amigos & Parceiros
Fotos
Arquíloco (1981)
Sangue de Barata
Impessoal e Transferível
1958
A Verdadeira História da Betty Boop
Emoções Baratas
O Olhar Gótico da Morte Dentro da Cibernética Taverna
O Câncer, O Leão e O Escorpião
O Cu de Vênus
O Êxtase
Poemas Perdidos

---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

 

 On Line:  37