(11) 96358-9727

 

1958 1990 1997 1998 1999 2000 2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 2014 2015 2016 2017 2018

A SOLIDÃO É UMA RATAZANA CINZENTA
Genecy Souza
Leitor

A Solidão é Uma Ratazana Cinzenta

Em 1958, ano da graça do nascimento de Luiz Carlos Cichetto, já existia rock and roll; Elvis Presley, Chuck Berry, Jerry Lee Lewis, Bill Haley e Little Richards já botavam pra quebrar. A poesia, é claro, já existia há milênios. Sem esses dois fatores – rock e poesia – os 60 anos do autor de A Solidão é uma Ratazana Cinzenta seria comemorando de outra maneira, certamente da maneira tradicional: soprando velinhas e comendo bolo. Entretanto, o irrequieto escritor casca grossa teve uma ideia melhor: brindar a si e seus admiradores com esta síntese de sua vasta produção literária realmente independente, teimosa, ora irreverente, ora atrevida, mas nunca medíocre, sempre tendo como cenário a cidade de São Paulo de mil contrastes.

O agora ‘sex-o-genário’ Barata Cichetto mantém-se underground na confusa cena cultural brasileira, talvez por não ceder a certos ditames, digamos, mercadológicos e ideológicos, nestes tempos bicudos, em que artistas e intelectuais, muitos deles tão combativos em um passado não tão remoto de balas, cassetetes, censura e prisões, hoje temem mais certos rótulos do que a própria morte, e tantos outros se bandearam, salvo exceções, para o lado de lá do bom senso, em troca de benesses de governos e políticos desprezíveis, ou por simples comodismo murista. Barata segue firme em sua incorreção política, o antídoto da hora para o mal que aflige a cultura brasileira atual.

A Solidão... não é, nem de longe, um ‘The Best of...’, tampouco um ajuntamento aleatório de escritos do autor feito por terceiros. O próprio Barata, melhor do que ninguém, transformou a síntese de uma vida imersa na tríade sexo (com as putas, predominantes em sua obra), drogas (cigarros) e rock and roll (Lou Reed, David Bowie, Syd Barrett...) em um novo livro, com uma nova personalidade, sem no entanto menosprezar o que foi produzido até aqui.

Ao mesmo tempo, graças ao advento da internet -- esse misto de maldição e bênção -- instrumento que o poeta tão urbano quanto a maioria de seus inspiradores sabe utilizar muito bem a seu favor, e, como sempre, desafiando as circunstâncias e as rasteiras que a vida lhe dá, sem no entanto derrubá-lo, o livro escancara mais uma porta de acesso a outras pelejas do autor na música, nas artes visuais e nas ondas da web rádio. Barata Cichetto é Words+Sound+Vision.

O resto é por sua conta.
15/7/2018

Genecy Souza



1958 1990 1997 1998 1999 2000 2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 2014 2015 2016 2017 2018

CONHEÇA NOSSOS PARCEIROS

 

(11) 96358-9727

A Barata - O Site

A Barata Ao Vivo

A Barata na Mídia

Arca do Barata

Arquivos Abertos

Artesanato

As Faces d'O Corvo
Augusto dos Anjos

Ataraxia

Barata Cichetto, Quem É?

Barata Rocker

Biografi'As Baratas

Camisetas

Cinematec'A Barata

Coletâneas de Rock

Colunas Antigas
Conte Comigo, Conte Pra Mim
Contos d'A Barata
Convergências
Crom

Crônic'As Baratas

Depoimentos

Des-Aforismos Poéticos Baratianos

Discoteca d'A Barata

Download Free

Ensaios Musicais

Entrevist'As Baratas

Eventos

Facebookianas

Fal'A Barata!

Fotos

Gatos & Alfaces

Kakerlak Doppelgänger
Livrari'A Barata
Livros
Madame X
Memória A Barata
Micrônic'As Baratas
O Anjo Venusanal
Pinturas
Pi Ao Quadrado

Poesia Por Título

Poesia Por Livro

Poesia Por Data

Poesia Com Áudio

Poemas Musicados

Poesia Com Vídeo

Ponto de Fuga

Pornomatopéias
PQP - Puta Que Pariu
Projeto Sangue de Barata
Psychotic Eyes
Renato Pop
Resenhas

Retratos e Caricaturas

Revist'A Barata Digital

Revist'A Barata

Seren Goch: 2332

Sub-Versões

Tublues

Versus

Videos

Vitória

Webradio

Todos os textos, exceto quando indicados, são de autoria de Luiz Carlos Giraçol Cichetto, nome literário Barata Cichetto, e foram registrados na Fundação Biblioteca Nacional. Não é permitida a publicação em nenhum meio de comunicação sem a prévia autorização do autor, bem como o uso das marcas "A Barata" e "Liberdade de Expressão e Expressão de Liberdade". Lei de Direitos Autorais: 9610/98.

 On Line

Política de Privacidade

Free counter users online